68 servidores se afastam da prefeitura para disputar as eleições em Paranaguá

por Redação JB Litoral
18/08/2020 09:47 (Última atualização: 18/08/2020)

Mais 68 servidores, entre comissionados e do quadro de carreira se afastaram

Atendendo o que determina a legislação eleitoral, na quinta-feira (13) e segunda-feira (17), 68 servidores do quadro de carreira e três, que ocupam cargos comissionados, se afastaram de suas funções na prefeitura de Paranaguá, para concorrer a mandato eletivo nas eleições municipais marcadas para o dia 15 de novembro. Além dos servidores também se licenciaram dos seus cargos cinco conselheiros municipais, de diferentes segmentos.

Todos eles pediram licença, a título de desincompatibilização temporária, conforme o que estabelece a Lei Complementar Federal nº 64/1990, a Lei de Inelegibilidade.

A função que mais sofreu desfalque de pessoal foi a classe do magistério com 14 professores pedindo afastamento, entre eles, a presidente do Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Paranaguá (Sismmap), a professora Andrea Elias de Paula Souza, e o diretor da Escola Municipal em Tempo Integral – João Rocha dos Santos, Thiago Casas do Nascimento.

A segunda categoria que mais perdeu representantes foi a da Guarda Civil Municipal (GCM) com sete afastados, como a comandante geral da GCM, Márcia Aparecida Garcia, e o vereador Francisco Leudomar Nobrega dos Santos (Avante). Além dele, também se licenciaram os vereadores, Jaime Ferreira dos Santos (PSD), o Jaime da Saúde, e Alekesandro Alves (Republicanos), que é técnico de enfermagem e agente operacional, respectivamente. O ex-vereador Marcio Aurélio Vieira da Costa (MDB), também se afastou de sua função como auxiliar administrativo.

Funções afastadas

Por conta da corrida eleitoral, o quadro fixo de servidores fica temporariamente sem agente operacional (3), dentistas (2), motoristas (4), técnico de enfermagem (4), auxiliar administrativo (4), auxiliar de serviços gerais (4), além de técnico em Raio-X, lavador de automóveis, auxiliar de vigilância sanitária, técnico em administração, jardineiro, agente operacional (2), assistente social, administrador de empresa, agente, marinheiro de convés, auxiliar de consultório dentário, auxiliar de topografia,Técnica de Desenvolvimento de Sistemas, arquiteto e operador de máquina.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

A maioria dos servidores pretende disputar uma cadeira na Câmara Municipal, entretanto, apenas o marinheiro de convés, Aramis Soares do Nascimento Júnior, conhecido por Pichaco, anunciou sua intenção de disputar o cargo de prefeito.

Três ocupantes de cargo em comissão, também, pediram exoneração de suas funções para entrar na disputa, Jean Mauricio Garcia Domingues, ex-diretor do Departamento de Parques, Praças, Logradouros e Capelas Mortuárias da Secretaria de Meio Ambiente; Jhonatan Henrique da Silva, ex-diretor das Casas de Cultura e Teatro Municipais da Secretaria de Cultura e Turismo; e Valdecir de Almeida Lemes, conhecido por “Jacaré”, ex-diretor do Departamento de Obras da Secretaria de Obras Públicas.

Abaixo segue as duas publicações contendo a relação dos que pediram licença das funções e cargos de conselheiros e os exonerados que deixaram a prefeitura.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments