ACIAP envia carta ao prefeito pedindo abertura do comércio antes do Dia das Mães

por Maisy Pires
30/04/2020 12:00 (Última atualização: 30/04/2020)

As novas orientações terão vigência por tempo indeterminado. (Foto: Felipe Luiz Alves/JB Litoral)

Neste ano o Dia das Mães, em Paranaguá, será comemorado de forma diferente, devido a pandemia da Covid-19, a orientação é manter distância, abrir o comércio de forma escalonada ou com horário reduzido para evitar aglomeração.  

Porém, sendo o feriado a segunda principal data para o comércio, ficando atrás apenas do Natal, a Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá (ACIAP) enviou uma carta ao prefeito Marcelo Elias Roque (PODEMOS), na segunda-feira (27), pedindo mudança no horário de atendimento no comércio local no mês de maio.  

No documento, a ACIAP ressalta a preocupação com a saúde da população e reforça a importância da economia e, manutenção de emprego e renda no município. Com isso, pede o funcionamento pleno das lojas, a partir do dia dois de maio, das 10h às 16h, de segunda a sábado.  

A Associação garante o comprometimento dos comerciantes associados em continuar respeitando as condições de higiene e segurança dos funcionários e consumidores para combater a propagação do coronavírus.   

A carta finaliza citando que o chamado “comércio não essencial” já voltou a funcionar em outros municípios do Paraná.   

O que diz a ACIAP 

JB Litoral entrou em contato com o diretor da Câmara Setorial do Comércio Varejista e Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), Anwar Hamud Hamud, e questionou se houve um retorno da Prefeitura. “Ainda não tivemos um retorno da Prefeitura, mas enviamos a carta com a sugestão do novo horário de funcionamento com base no que os outros municípios, como Curitiba, Londrina, Guaratuba, já estão fazendo. Sabemos que é o prefeito, juntamente com sua equipe, que irá decidir, mas decidimos enviar essa sugestão pensando o quanto a data é importante para os comerciantes”, disse. 

Anwar reforçou que orienta e fiscaliza os comércios para que sejam seguidas as determinações de higiene. “Independente do horário de funcionamento do comércio, nós orientamos que sejam seguidas as determinações dos decretos referentes a higiene e segurança dos funcionários e clientes. Por mais que seja importante reabrir totalmente no Dia da Mães, é muito mais importante orientar e fiscalizar sobre os cuidados para evitar a propagação da doença, pois não queremos que o comércio não seja o vilão da história, mas que possa contribuir neste combate”.