Além de Messi, Neymar e outros jogadores têm problemas com a Justiça

por Redação JB Litoral
06/07/2016 13:54 (Última atualização: 06/07/2016)

NULL

Neymar e Messi em treino do Barcelona: em comum, além da idolatria dos torcedores, os problemas com o Fisco espanhol – GERARD JULIEN / AFP

(FOLHAPRESS) – Condenado a 21 meses de prisão por fraude fiscal, o atacante argentino Lionel Messi não é o único jogador de futebol que enfrenta problemas com a Justiça em 2016 na Espanha.
O brasileiro Neymar, também do Barcelona, é outro que está envolvido em imbróglios judiciais.

Em fevereiro deste ano, ele o seu pai prestaram depoimento em Madri, na sede da Audiência Nacional, órgão da Justiça espanhola que investiga suspeita de fraude na transferência do jogador para o Barcelona, em 2013.

Os dois depuseram ao juiz José de la Mata. Neymar pai, responsável pela administração da carreira do jogador, disse que seu filho se dedica exclusivamente a jogar futebol. Segundo ele, Neymar só queria ir jogar no Barcelona e não participou da negociação do contrato.

Em junho, o Barcelona entrou em acordo com a Justiça da Espanha sobre o processo judicial envolvendo Neymar. O clube catalão aceitou pagar uma multa de 5,5 milhões de euros (R$ 21,5 milhões).

Neymar também está sob investigação do Ministério Público Federal no Brasil. Em março, o atacante foi considerado culpado por sonegação de imposto de renda da pessoa física, fraude e conluio por uma corte administrativa da Receita Federal, no Rio.

DANIEL ALVES

Anunciado como novo reforço da Juventus (ITA) na semana passada, o lateral direito Daniel Alves deixou a Espanha com uma dívida. De acordo com o jornal “El Pais”, o jogador deve 1,3 milhão de euros (aproximadamente R$ 4,7 milhões) ao fisco espanhol.

Ele consta em uma lista de 4.678 devedores entre pessoas físicas e jurídicas, que inclui outros esportistas como o piloto Dani Pedrosa.

Daniel Alves estava na Espanha desde 2002, quando deixou o Bahia e se transferiu para o Sevilla, onde ficou até 2008. Na sequência, foi negociado com o Barcelona.

ADRIANO

Em abril, a Promotoria de Barcelona denunciou o lateral brasileiro Adriano, que atua no clube catalão, sob acusação de fraude fiscal. O valor de impostos que teriam sido sonegados passaria de 700 mil euros (cerca de R$ 2,8 milhões), de acordo com o jornal espanhol “El País”.

Segundo a publicação, em 2010, após sair do Sevilla para o Barcelona, o brasileiro teria cedido seus direitos de imagem a uma empresa na Ilha da Madeira, em Portugal, por 2 milhões de euros. Assim, Adriano não teria feito o pagamento de impostos referentes a esse valor em 2011 e 2012.
Em outubro do ano passado, a Agência Tributária concluiu que o brasileiro havia cometido fraude fiscal e passou o caso para a promotoria. O Ministério Público formalizará a denúncia nos próximos dias, ainda de acordo com o jornal.

A empresa Chacun a sa Place, onde Adriano teria ocultado seus direitos de imagem, segundo a denúncia, tem o mesmo endereço postal de empresas utilizadas por Javier Mascherano, do Barcelona, e Xabi Alonso, ex-Real Madrid e atualmente no Bayern de Munique.

MASCHERANO

Em janeiro, o argentino Javier Mascherano, do Barcelona, foi condenado a um ano de prisão por evasão fiscal, na Espanha.

O atleta reconheceu, no final do ano passado, perante à Justiça, que sonegou mais de 1,5 milhão de euros (R$ 6,4 milhões) de impostos à Receita Federal espanhola relativos aos direitos de imagem, entre 2011 e 2012.

Mascherano aceitou pagar uma multa e os custos do processo judicial e não foi preso. Além disso, os advogados de defesa solicitaram o pagamento de um valor -em torno de 20 mil euros- para desvincular judicialmente o jogador do processo.

XABI ALONSO

Em fevereiro, a Promotoria de Madri denunciou o meia Xabi Alonso, ex-Real Madrid e atualmente no Bayern de Munique (ALE), por uma suposta fraude fiscal relacionada aos seus direitos de imagem.
“O jogador reitera com absoluta veemência que sempre cumpriu e continuar cumprindo com todas as suas obrigações fiscais”, disse o estafe do jogador, na época.

Deixe um comentário