Apenas dois pontos estão impróprios para banho no Litoral paranaense

Os locais não recomendados para banho nesta semana são a Ponta da Pita, em Antonina, e o Rio Nhundiaquara, em Morretes

por Redação JB Litoral
15/01/2015 08:00 (Última atualização: 15/01/2015)

NULL

O sétimo boletim de balnaeabilidade da temporada, divulgado pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) nessa quinta-feira (15) mostra que apenas dois locais de todo Litoral do Estado permanecem impróprios para banho. Os locais não recomendados para banho nesta semana são a Ponta da Pita, em Antonina, e o Rio Nhundiaquara, em Morretes.

Já no Rio do Nunes, também em Morretes, que se apresentou impróprio para banho no monitoramento anterior, foi registrada menor concentração de bactérias Escherichia coli (E.coli) na água e, portanto, encontra-se próprio para banho.

A medição da qualidade da água é feita semanalmente pelo IAP nos locais onde há maior concentração de pessoas na orla paranaense e na Ilha do Mel.

O presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, acredita que a melhora da qualidade da água no Rio do Nunes está relacionada principalmente à queda da circulação de pessoas na região e à menor incidência de chuvas. “Vários fatores podem influenciar na manutenção ou não da balneabilidade. Além destes, comprometem a qualidade da água o não ligamento das casas de veraneio à rede coletora de esgoto”, explicou.

O monitoramento da qualidade da água, que segue os padrões estabelecidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), é realizado pelo Governo do Estado desde a criação do IAP, em 1992.

Através do monitoramento, é possível avaliar a contaminação por esgoto sanitário clandestino. Por isso, o Instituto alerta para que ao alugar uma casa para a temporada, o veranista verifique se o imóvel está devidamente ligado à rede de esgoto do município ou se a fossa séptica está corretamente limpa.

SINALIZAÇÃO – No Litoral, os veranistas podem acompanhar a qualidade das águas por meio de bandeiras instaladas na orla, em totens eletrônicos e outros serviços do Governo do Paraná. A bandeira de cor vermelha significa que a água está imprópria para banho nos 100 metros à esquerda e à direta da sinalização. A azul indica que a água possui bons índices e pode ser aproveitada pelos banhistas.

Os veranistas de todo Estado também podem obter essa informação no site do IAP (www.iap.pr.gov.br), junto à imprensa e nos comércios locais.

Deixe um comentário