Após 41 anos filha encontra sua mãe biológica em Paranaguá

por Redação JB Litoral
27/12/2013 00:00 (Última atualização: 27/12/2013)

NULL

O último dia 26, ficou marcado na história de duas famílias em Paranaguá. Débora, que foi adotada em 1972, encontrou sua mãe biológica na cidade. A mãe de Debora foi localizada por uma Agência de Investigação morando na Ilha dos Valadares. Em entrevista a nossa equipe, o responsável pela investigação conta como foi.

“A Agência Investigar foi contratada pelo Sr. Salvador Brasil e a Srª Debora Cristina dos Santos moradores na cidade de Guaratuba litoral do Paraná para localizar a mãe biológica de Debora Cristina , que na data no ano de 1972 havia sido adotada. Com as informações como certidão de nascimento, data de nascimento , local de registro, fomos a campo. Localizamos um termo de doação registrado em Cartório onde aparecia o nome da mãe biológica juntamente com os nomes dos avós maternos, Mãe: Maria Alice Ferreira Martins,  avós Maternos: Joaquim Silveira e Francisa Ferreira Martins; A partir dessas informações começamos um trabalho de buscas e pesquisas, onde não chegávamos a lugar nenhum pois os nomes descritos no termo de doação e na primeira certidão estavam marcados errados, tornando assim pouco mais difícil nosso trabalho. Após  dois meses de intenso trabalho de pesquisa e buscas descobrimos que os nomes corretos eram: Mãe Maria Alice Ferreira dos Santos, avós maternos: Joaquim Silveira dos Santos e Francisa Ferreira dos Santos: Com os nomes verdadeiros localizamos na cidade de Paranaguá na Ilha dos Valadares a Srª Mria Alice Ferreira dos Santos juntamente com seus filhos , netos e bisnetos. Após a localização e a confirmação deslocamos ate a cidade de Guaratuba para dar a grande noticia que chegou como um grande presente de natal para a Srª Debora Cristina juntamente com a Mãe ganhou mais 06 ( seis) irmãos. No dia 26 de dezembro foi o dia marcado para o reencontro de mãe e filha separadas pelo destino a 41 anos . Dessa forma mais uma missão cumprida”.

Agência Investigar

Deixe um comentário