Após se agarrar em trem em Curitiba, menino é encontrado em Morretes

Criança não teve nenhum ferimento. Família estava desesperada procurando por três dias pelo desaparecido, que tinha feito “tour” forçado de trem para Morretes

por Redação JB Litoral
04/10/2017 21:01 (Última atualização: 04/10/2017)

Às vezes brincadeira infantil vira caso de polícia. Foi o que aconteceu no último dia 22 de setembro, uma sexta-feira, quando um menino de 12 anos, residente no Bairro Uberaba, em Curitiba, foi brincar nos vagões dos trens parados, que começaram a se mover, obrigando o “arteiro” a se agarrar no vagão e fazer um “tour” até Morretes fora da poltrona, do lado externo do trem. A mãe da criança, que também não teve seu nome divulgado para garantir o direito de privacidade, só soube do caso na segunda-feira, 25 de setembro, quando, em Morretes, a criança foi encaminhada pelo Conselho Tutelar aos familiares.

 

De acordo com a mãe da criança, a situação foi “terrível”. De origem humilde, ela trabalha com recicláveis na capital paranaense, e contou à Rádio Banda B, a qual entrevistou de forma exclusiva a família, que o garoto havia saído da Escola Municipal Michel Khury, no fim da tarde e término das aulas, e caminhava de volta para casa, quando resolveu que iria “brincar” em um dos vagões do trem pertencente à Rumo-ALL que, no momento, estava parado no bairro curitibano.

 

“Ele subiu, ficou lá em cima, nos cantos, brincando e quando viu o trem começou a andar. Ele contou que ficou com medo de descer e foi se segurando até lá. Veja se pode isso. Imagina se esse piá cai do trem?”, disse a mãe”. De certa forma a criança foi “esperta”, visto que se tivesse se jogado do trem, poderia ter vindo à óbito ou no mínimo ter se ferido, decidindo ficar agarrado ao vagão até que o trem parasse.

Segundo as informações divulgadas pela Banda B, assim que o trem parou, o viajante de 12 anos procurou ajuda e foi encaminhado pelo Conselho de Tutelar de Morretes, que imediatamente entrou em contato com o Conselho da Regional do Cajuru, o qual se responsabilizou pela viagem do garoto ao Uberaba, de volta a Curitiba, só que desta vez de forma segura, dentro de um veículo pela BR-277.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

 

 

*Com informações da Banda B.

 

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments