APP/SINDICATO – Categoria decide por paralisação no próximo dia 26

Categoria não deixará passar em branco o golpe à democracia

por Redação JB Litoral
13/11/2014 16:30 (Última atualização: 13/11/2014)

NULL

Em assembleia estadual, a categoria decidiu, na manhã deste sábado (08), por paralisação no próximo dia 26, dia em que ocorreriam as eleições para diretores(as). A ação será uma resposta à atitude antidemocrática do governo Beto Richa e um dia de luta pelo cumprimento dos itens pendentes da pauta, a exemplo da não implantação e pagamento de avanços devidos à nossa categoria.

Os trabalhadores e trabalhadoras da Educação aprovaram também um calendário de mobilização para o próximo trimestre. Confira as decisões da assembleia:
Realização de assembleias regionais extraordinárias para escolha de representantes de base dos Núcleos Sindicais até 15 de dezembro.

Semana de desagravo à violência contra os(as) educadores(as) – início de 11 de novembro com o mote “Luto pela democracia, luta pela escola pública”.

Confecção de cartaz explicitando o voto dos deputados e deputadas que votam a favor e contra a aprovação PL 434/2014 que prorrogou os mandatos dos diretores e diretoras de escola.

Carta aos diretores e diretoras.

Jornal 30 de agosto com o tema da gestão democrática.

Realização de um ato nacional, com o caráter de denúncia, em Brasília durante a Conferência Nacional de Educação (Conae), contra as práticas antidemocrática e antissindical.

Paralisação estadual no dia 26 de novembro com ato em Curitiba, além de atos regionais.

Debate sobre a pauta de revindicação, com a categoria, durante a Semana Pedagógica.

Assembleia da categoria no dia 07 de fevereiro de 2015.

Houve ainda, a eleição dos(as) representantes para o Conselho Nacional de Entidades da Confederação Nacional da Educação (CNTE), do Conselho Estadual de Educação e as aprovações do Regimento Interno de Funcionamento do Conselho Estadual e do Regimento Único da APP-Sindicato.
Eleitos – Para o Conselho Estadual da Educação foram eleitos(a): Professora Tais Maria Mendes (titular) e Professor José Manoel de Souza (suplente).

Para o Conselho Nacional de Entidades, três chapas foram inscritas e aplicando a proporcionalidade sobre o total de votos, a divisão somou três vagas de titulares e três vagas de suplentes para a a chapa 1; um titular e um suplente para a chapa 2 e um titular e um suplente para a chapa 3. Os nomes dos(as) novos(as) membros do Conselho Nacional de Entidades serão divulgados na próxima semana, após definição das chapas.

Deixe um comentário