Barbosa diz que um dos seus projetos é o “aumento do número de vagas nas creches municipais”

por Maisy Pires
28/10/2020 16:23 (Última atualização: 30/10/2020)

Manoel Barbosa e sua vice Esmeralda Quadros são candidatos pelo partido PCdoB (Foto: Rafael Pinheiro/JB Litoral)

O candidato a prefeito Manoel Barbosa (PCdoB) é o terceiro entrevistado da série de reportagens do JB Litoral.

Barbosa respondeu os cinco questionamentos da equipe de jornalismo. Confira

Tema: saúde

  1. Dentre as suas propostas, você diz que “é da responsabilidade das secretarias municipais de Saúde a execução das políticas de saúde mais importantes”, quais são essas políticas? Se eleito, como irá executá-las?

As políticas de saúde mais importantes são as políticas preventivas, de promoção a saúde, de assistência e reabilitação. Na execução das políticas públicas para a saúde temos como objetivo: construção de uma Central de Regulação de Saúde, responsável por monitorar a estrutura municipal de saúde por meio de sistemas de informação aptos a subsidiar uma rede de tele-atendimento e atendimento presencial, capaz de orientar os cidadãos, agendar exames e solicitar atendimentos e medicamentos; implantação do Programa Médico da Família em todo o município de Paranaguá, inclusive as Ilhas e a Zona Rural; construção de um Ponto de Atendimento Médico exclusivo para a Ilha dos Valadares; planejamento estratégico (salários, benefícios, infra-estrutura) para a atração e retenção dos profissionais de saúde; melhoria das condições de mobilidade (ônibus, vans, micro-ônibus, ambulâncias, fornecimento de passagens) para os pacientes que necessitam de tratamento rotineiro na cidade de Curitiba ou para aqueles que necessitem de exames de alta complexidade não disponíveis em Paranaguá.

Tema: educação

  1. Você diz no seu plano de governo que a “instrumentalização do ensino integral” é uma demanda importante, quais são os seus projetos para fazer com que haja essa instrumentalização na sua gestão, se eleito?

Implantação da Escola Integral em todas as escolas municipais, ofertando qualidade de ensino (reformulação do currículo, ampliação das disciplinas, incentivo ao esporte) aos estudantes; abertura das Escolas Municipais à comunidade que reside no entorno, com a oferta de cursos variados para a formação dos pais e da comunidade, bem como a possibilidade de utilização das quadras poliesportivas para lazer nos fins de semana; envolvimento da comunidade (pais dos alunos) nas decisões e ações referentes às Escolas Municipais; mudança e reestruturação infra-estrutural (construção de auditório e laboratório de informática) da Secretaria Municipal de Educação, o que possibilitaria a oferta de capacitação permanente (on line e presencial) aos docentes; aumento do número de vagas nas creches municipais; se necessário, com a construção de novas unidades nos bairros com maior demanda; planejamento estratégico (salários, benefícios, infra-estrutura) para a atração e retenção dos profissionais de educação.

Tema: segurança

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

  1. Em relação a segurança pública você cita o “direito à cidade”, onde visa “um direito de mudar a nós mesmos, mudando a cidade”. Qual o objetivo deste projeto? O que ele mudará na segurança pública?

O conceito e o sentimento de “segurança” não podem, nem deve ser garantida apenas pelos órgãos policiais da gestão pública, a comunidade tem papel fundamental para combater a realidade social agravada a cada dia pelas conjunturas do capital. Focando especificamente a situação do menor em conflito com a lei, ou aliciado por organizações criminosas. Percebe-se que apenas a repressão não tem resolvido estas questões. Assim, melhor maneira de enfrentamento é a formação continuada e o empoderamento das comunidades via ações da chamada “rede de proteção social” (“comunidade, escola, conselhos populares, polícia, ministério público, gestão pública”) destacando a importância da cidadania e da liberdade. Ocupar cada comunidade com as benesses que o poder público pode proporcionar em prol da paz.

Tema: geração de emprego e renda

  1. No seu plano de governo os principais projetos para a geração de emprego e renda são voltados às áreas da aquicultura, maricultura, agroecologia urbana, por quê? Quais são as propostas para os outros setores?

A geração de renda através da economia solidária e a exploração dos potenciais locais tem como objetivo o desenvolvimento econômico municipal através das seguintes ações:

Promoção da aqüicultura em tanques-rede nas baías e rios que cortam a cidade e apresentem condições ambientais (hidrológica e ecossistêmica) satisfatórias para tal atividade; promoção da mariticultura (ostras, vieiras e mexilhões) nas baías da cidade que apresentem condições ambientais (hidrológica e ecossistêmica) satisfatórias para tal atividade; promoção da agroecologia urbana (hortas comunitárias a serem manejadas por associações comunitárias) em terrenos cujos proprietários não apresentem plano de utilização dentro do período de dois anos subseqüentes. A disponibilização dos terrenos para tal finalidade eximiria os proprietários do pagamento do IPTU relativo ao imóvel e a retomada para utilização se daria a qualquer tempo, mediante simples notificação à SEMA (órgão intermediador).

Tema: equipe de trabalho

  1. A equipe de secretários é o braço direito do prefeito durante o governo, qual critério usará para montar a sua?

Os critérios que usarei serão compromisso com a gestão democrática e transparente; capacidade política e profissional para exercer o cargo; combate ao nepotismo; não haver condenação  em impobridade administrativa ou outra que envolva ou prejudique o exercício no cargo e, finalmente, buscarei na composição da equipe de secretários  a valorização dos servidores municipais concursado e capacitados para exercer função de secretários,  além de garantir a continuidade das ações de valorização do servidor, a partir da realização de concursos públicos, promoções, progressões funcionais e formação continuada, visando à expansão qualificada dos serviços públicos e a estabilidade na gestão municipal.

Ordem das publicações:

  • DIA 26 – JULINHO LIMA (Patriota)
  • DIA 27 – MARCELO ROQUE (Podemos)
  • DIA 28 – MANOEL BARBOSA (PCdoB)
  • DIA 29 – MARCO SUKITA (PV)
  • DIA 30 – ADRIANO RAMOS (Republicanos)
  • DIA 2 DE NOVEMBRO – JOSÉ BAKA FILHO (PDT)
  • DIA 3 DE NOVEMBRO – PICHACO (DEM)
  • DIA 4 DE NOVEMBRO – ALCEU MARON FILHO (PROS)
  • DIA 5 DE NOVEMBRO – FABIANO ELIAS (Cidadania)

Matérias relacionadas

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments