Biólogos são essenciais nos programas de meio ambiente dos portos do Paraná

por Redação JB Litoral
03/09/2020 16:32 (Última atualização: 04/09/2020)

No Dia Nacional do Biólogo, 03 de setembro, a Portos do Paraná destaca a atuação desses profissionais nos programas na área de meio ambiente nos portos de Paranaguá e Antonina.  A empresa pública mantém 20 iniciativas de monitoramento e conservação e é reconhecida internacionalmente pelas ações de cuidado com a sustentabilidade.

“Para nós, a questão do desenvolvimento sustentável, aliado ao crescimento econômico é fundamental. Contamos com uma diretoria exclusiva, com equipes multidisciplinares e qualificadas. E os biólogos são essenciais, atuando em uma série de atividades do nosso dia a dia”, explica o diretor de Meio Ambiente, João Paulo Santana.

Hoje, a autoridade portuária tem quatro biólogas na Diretoria de Meio Ambiente, três delas, concursadas desde abril de 2017. Ao todo, são cinco profissionais dedicados para realizar os serviços nos portos.

Em 2019, a empresa paranaense foi a única no mundo do setor convidada a se apresentar em um dos eventos paralelos oficiais da Conferência das Partes sobre Mudança Climática da Organização das Nações Unidas (COP-25), em Madri, na Espanha. Ela foi destaque no cuidado com o meio ambiente e participou de dois painéis, mostrando as atividades socioambientais e de monitoramento nas baías de Paranaguá e Antonina.

“Nós, biólogas e biólogos, atuamos em diversas frentes, como o monitoramento constante das condições do complexo do estuário de Paranaguá, que engloba tanto o monitoramento da parte física, das águas e sedimentos, por exemplo, quanto a parte biótica, como os animais aquáticos e os manguezais. Esse trabalho tem por objetivo avaliar os possíveis impactos que a atividade portuária pode ter nesses ambientes, de forma a tentar reduzir esses impactos no máximo possível”, conta a analista portuária Juliana Lopes Vendrami.

MELHOR COLOCADO PELA ANTAQ

Atualmente, o terminal parnanguara é o porto público brasileiro de grande porte melhor colocado no Índice de Desenvolvimento Ambiental promovido pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O anúncio foi feito pela Antaq no mês passado. Essa é a terceira vez consecutiva que o porto, referência na movimentação de granéis sólidos, lidera do ranking.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

“Os portos do Paraná são referência em gestão ambiental entre os portos públicos brasileiros, e o biólogo tem um papel fundamental dentro desse processo de gestão ambiental portuária. É o profissional que atua nos monitoramentos ambientais, de fauna, flora, controle de condicionante, processo de licenciamento ambiental, no processo de educação ambiental junto com as comunidades afetadas e, inclusive, no atendimento a emergências, realizando simulados e no atendimento a fauna possivelmente atingida por emergências ambientais”, explica Andréa Almeida Lopes de Deus, analista portuária e bióloga.

Biólogos são essenciais nos programas de meio ambiente dos portos do Paraná 2
Andrea: “O biólogo tem um papel fundamental no processo de gestão ambiental portuária

DESTAQUE 

A bióloga Jaqueline Dittrich, da Diretoria de Meio Ambiente, foi a única representante dos terminais portuários brasileiros a participar do curso Gestão Portuária para Mulheres, em Le Havre, na França. As aulas aconteceram em 2019, no Institut Portuaire D’Enseignement et de Recherche (Instituto Portuário de Ensino e Pesquisa – IPER).

“A atuação dos biólogos tem diferentes vertentes, em especial na atividade portuária. A primeira, e uma das principais, é justamente garantir o cumprimento e o respeito à legislação ambiental, além da busca por minimizar possíveis impactos sobre o meio ambiente. Nesse sentido, realizamos coletas, analises e acompanhamento dos monitoramentos da água, do sedimento, da biota. Nosso objetivo é manter a qualidade ambiental da baía onde está localizado o Porto de Paranaguá”, destaca Jaqueline.

De acordo com ela, outra ação bastante importante é a promoção de ações de educação ambiental junto às comunidades localizadas no entorno do porto.  “São comunidades tradicionalmente pesqueiras e atuamos na conscientização das pessoas sobre a importância da preservação dos recursos naturais”, completa ela.

Da Portos do Paraná

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments