Bombeiros capacitam multiplicadores para resposta a desastres

por Redação JB Litoral
26/08/2017 21:01 (Última atualização: 26/08/2017)

O Corpo de Bombeiros concluiu nesta sexta-feira (25) a capacitação de 30 instrutores da área de Salvamento em Águas Rápidas (SARp). O treinamento, que começou segunda-feira (21), foi feito na área do 8º Grupamento de Bombeiros, em Pontal do Paraná e Antonina, no Litoral do Paraná. Curitiba, 25/08/2017. Foto: Divulgação Corpo de Bombeiros PMPR

O Corpo de Bombeiros concluiu nesta sexta-feira (25) a capacitação de 30 instrutores da área de Salvamento em Águas Rápidas (SARp). O treinamento, que começou segunda-feira (21), foi feito na área do 8º Grupamento de Bombeiros, em Pontal do Paraná e Antonina, no Litoral do Paraná.

A turma foi formada por dois representantes de cada uma das unidades do Corpo de Bombeiros no Paraná, que serão responsáveis por multiplicar os conhecimentos adquiridos nas suas cidades de origem, a partir da próxima semana. A intenção é capacitar 160 bombeiros nas próximas semanas.
O treinamento abrangeu aulas teóricas e práticas, com muitas atividades de campo nos rios Capivari e Cachoeira, no Bairro Alto, em Antonina. Todas as lições ministradas resultam do conhecimento adquirido pela unidade responsável, quanto a treinamentos e cursos.

DECRETO – Nos últimos quatro anos, mais de 120 bombeiros do Litoral já foram habilitados para atuação em corredeiras e enxurradas. A capacitação desta semana é a segunda etapa do regime estadual de Força Tarefa de Resposta a Desastres, instaurada em julho deste ano, pelo decreto número 7337, do governador Beto Richa.

O decreto regulamenta a reunião, organização e direcionamento de recursos materiais e humanos suplementares para fazer frente aos incidentes que extrapolem a capacidade de resposta de instituições locais nos mais diversos pontos do estado.

Já foi feita a aquisição, pelo Governo do Estado, de viaturas e equipamentos próprios para este tipo de atividade, aparelhando todas as unidades operacionais do Corpo de Bombeiros do Paraná.

Fonte:AEN

Deixe um comentário