Câmara mantém desaprovação das contas do prefeito Helder de 2004

por Redação JB Litoral
30/10/2013 00:00 (Última atualização: 30/10/2013)

NULL

Um dia antes da cidade de Morretes comemorar 280 anos de existência, nesta quarta-feira, 30, às 12 horas, a Câmara de Vereadores manteve a desaprovação da prestação de contas do prefeito Helder Teófilo dos Santos (PSDB) do ano de 2004, recomendada pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCEPR).  

A prestação de contas foi enviada pelo TCEPR veio com o parecer recomendando a desaprovação. Antes de chegar às mãos dos vereadores, a prestação de contas foi analisada e recebeu parecer de irregularidades, e, mesmo após a apelação do ex-prefeito Helder, o TCEPR analisou a defesa e manteve o parecer de irregularidades, foi julgada pelos atuais 11 vereadores.

A estratégia do presidente Julio César Cassilha (PPS) de mudar o horário da sessão das 19 horas para as 12 horas funcionou e cerca de 25 pessoas acompanharam a votação que foi aberta. Um público normal, para sessões ordinárias, porém, fraca diante da importância da votação.

Para escapar de problemas e aumentar a possibilidade da perca do mandato, em razão de outros processos que tramitam na justiça eleitoral, entre eles, o que caracterizou o prefeito, no ano passado, como ficha suja, por conta de problemas com recursos do Prodetur, o prefeito Helder, precisava de sete votos dos 11 vereadores para derrubar o parecer pela desaprovação do TCEPR. 

Porém, por seis votos contra o parecer do TCEPR e cinco contrários, desaprovação das contas de 2004 do prefeito Helder foram mantidas com votos de Maurício Porrua PT e Flavia Miranda, ambos do PT e Vanderlei Cordeiro Dias (DEM) Samuel Cordeiro Adriano (PSB) e Luciane Costa Coelho (PSC).

Amanhã, uma nova sessão colocará em pauta a prestação de contas e, se for repetido o placar de hoje, dispensará a realização da terceira e última votação. Ela só ocorrerá se amanhã a situação se reverter.

 

Deixe um comentário