Candidato à prefeitura de Pontal do Paraná diz que abrirá mão do salário, caso eleito

por Maisy Pires
21/09/2020 20:54 (Última atualização: 21/09/2020)

Empresário busca instalação do primeiro porto 100% privado do Paraná, em Pontal, há 18 anos. (Foto/JB Litoral)

O empresário paranaense João Carlos Ribeiro (PSC) é um dos candidatos a prefeito de Pontal do Paraná nas eleições municipais deste ano. Natural de Uraí, município da região Norte do Estado, ele tem 79 anos e é proprietário do primeiro porto 100% privado do Paraná, o Porto Pontal Paraná (3P), localizado na cidade.

Em entrevista exclusiva ao JB Litoral, João contou que esta é a primeira vez que participa de uma eleição para cargo público. “Ao longo da minha vida fui empresário, mas resolvi disputar as eleições para me desafiar, pois, como já tenho minhas empresas estabilizadas, fui ficando sem atividade. Então, decidi procurar um novo desafio e fazer algo pela nossa comunidade”.

Mesmo não sendo natural de Pontal do Paraná, ele ressalta que frequenta a cidade há 57 anos. “Escolhi Pontal porque venho para cá desde 1963, passei momentos maravilhosos aqui, e pensei em dar um pouco de retorno, oferecendo todo o meu esforço e capacidade para ajudar no desenvolvimento do município”.

Caso seja eleito, João destaca que tem como objetivo abrir mão do salário mensal de R$ 15 mil. “Já deixei claro que irei abrir mão dos 48 meses de salário, eu não preciso disso, vou confirmar a decisão por escritura pública, caso seja eleito. O meu propósito é fazer chegar um pouco da administração pública a toda população”, afirma.

Porto Pontal Paraná (3P)

Com o projeto iniciado em 2002, o 3P ainda não teve suas obras iniciadas, mas já possui a licença necessária para a construção. A demora na execução se dá porque o local ainda não conta com uma via de acesso, que deve ser construída pelo Governo do Estado, por meio da chamada Faixa de Infraestrutura. No entanto, as obras da Faixa também não saem do papel devido a diversos embargos na Justiça e críticas de ambientalistas e estudiosos.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Candidato à prefeitura de Pontal do Paraná diz que abrirá mão do salário, caso eleito 2
Novo empreendimento visa gerar mais de 6 mil vagas de emprego.

Segundo João, o atraso na construção do porto também se deu por conta de outras circunstâncias. “Também tivemos problemas com embargos na Justiça, críticas de ambientalistas e estudiosos, enfim, burocracia em geral. Mas, agora, estamos no final da jornada. Já conseguimos aprovar todos os projetos e obter todas as licenças”, informa.

A respeito da Faixa de Infraestrutura, um conjunto de obras cujo eixo central é uma rodovia de pista dupla de 24 quilômetros, que ficaria paralela à PR-412, facilitando o acesso dos caminhões com destino ao 3P, João comenta que espera boas notícias. “Estava faltando a criação da estrada, mas o governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Júnior, já se integrou do projeto, reconheceu a importância do mesmo, e se propôs a construir. Então, acredito que no começo do ano que vem, 2021, estejamos iniciando não só a estrada, como também o Terminal. Esse era o único fato limitador para a efetiva construção do porto, pois, sem a estrada, não posso fazer o 3P, foi um impedimento imposto pelo Ibama. Por isso, temos que casar ambos os projetos”, explica o empresário e candidato.

Ele salienta que as obras começarão simultaneamente e espera que, após o início, ambas sejam entregues em até dois anos e meio.

Geração de empregos e renda

“O Terminal é um empreendimento de grande porte, vai incentivar demais a melhora na qualidade de vida dos pontalenses por meio da criação de uma quantidade considerável de emprego. Nós vamos ter aproximadamente 1.500 empregados diretos e 5 mil indiretos, ou seja, para a população de Pontal, hoje na faixa de 27 mil habitantes, é extremamente significativo. O nosso principal propósito é utilizar mão de obra daqui e valorizando, assim, nosso pessoal”, conclui João Carlos.

Eleições 2020:

3 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments