Carga Segura apreende produtos de “vazada” no primeiro dia de operação

por Redação JB Litoral
19/04/2020 16:52 (Última atualização: 20/04/2020)

Na última sexta-feira, 17, teve início a Operação Carga Segura na cidade de Paranaguá e, logo nas primeiras ações, já foram apreendidos produtos oriundos de “vazadas”, crime onde os autores destravam o compartimento de carga de caminhões graneleiros, para o derramamento da carga sobre a via, a qual, na sequência, é furtada e vendida para receptadores. A apreensão ocorreu na área portuária e, na chegada das equipes policiais ao local onde estavam os produtos, suspeitos acabaram fugindo.

A operação Carga Segura tem a coordenação da Polícia Militar, a qual, nas diligências, conta com equipes do 9° Batalhão, Batalhão de Operações Especiais (Bope), Batalhão de Polícia Ambiental Força Verde (BPAmb-FV) Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), 8° Grupamento de Bombeiros (8°GB) e da Portos do Paraná. A Polícia Rodoviária Federal (PRF), Guarda Civil Municipal, Polícia Civil e Guarda Portuária também fazem parte da operação.

“A Polícia Militar fará patrulhamento, pontos-base e abordagens para trazer para o caminhoneiro e à população mais segurança. A operação será ininterrupta diuturnamente, pois o crime não descansa, então a Polícia Militar e os outros órgãos também não irão descansar”, disse o comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Josemar Biscaia, durante o lançamento da operação.

De acordo com as informações da PM, a operação foi desencadeada em virtude do início da colheita da safra em todo o Estado, em que o transporte dos produtos é intenso pelas rodovias estaduais e federais em direção ao Porto de Paranaguá. Diante disso, o policiamento ostensivo passa a ser intensificado nos principais eixos de acesso ao porto e aos locais de recebimento de carga.

“A ideia de participar em conjunto com outras instituições é exatamente rebater as ações criminosas. Mesmo com a pandemia do coronavírus as ações criminosas não cessaram e com essa preocupação do Governo do Estado houve a união de esforços e os resultados eles logo virão, trazendo mais segurança logística de transporte dos caminhoneiros no Porto de Paranaguá”, explicou o comandante da Polícia Portuária, major Cesar Kamakawa.

De acordo com o major, no período de safra, a média diária é de 3 mil caminhões que chegam para descarregar, podendo oscilar até cinco mil caminhões. O oficial e o tenente Merenge, da PM, participaram da apreensão realizada na sexta-feira e conversaram com a reportagem a respeito da situação.