Civil desmantela quadrilha que furtava fertilizante de empresa

Conforme informado, o grupo era integrado por um empresário e uma estudante de Direito, sendo que três dos envolvidos já tinham passagens pela polícia

por Redação JB Litoral
29/12/2014 17:00 (Última atualização: 29/12/2014)

No sábado, 27, policiais da 1.ª Subdivisão de Paranaguá prenderam quatro pessoas acusadas de tentar desviar 38 toneladas de fertilizantes tipo Dap de uma empresa no bairro do Rocio. Conforme informado, o grupo era integrado por um empresário e uma estudante de Direito, sendo que três dos envolvidos já tinham passagens pela polícia.

A quadrilha foi presa após denúncia para a 1.ª SDP, relatando sobre uma movimentação estranha de carregamento de fertilizantes, na empresa ForteSolo, localizada na Avenida Bento Rocha. Prontamente uma equipe policial foi averiguar a informação, a qual relatava que dois veículos, sendo um VW Gol, placas AWA-7963, e outro Fiat Palio, placas AVW-8128, estariam fazendo a vigilância do carregamento ilegal para uma carreta bitrem Mercedes Benz, placas LXN-6599.

Verificando as informações os policiais chegaram até o Gol, o qual foi encontrado na Rua Professor Cleto, próximo ao viaduto Manfredo Cominese. O veículo era dirigido por Anderson Cavalcante Alves, o ?Aqualouco?, de 33 anos, o qual, ao perceber a aproximação dos policiais tentou fugir. Ele foi perseguido e acabou abordado depois que os policiais efetuaram um disparo contra uma das rodas do Gol.

Segundo a polícia, ?Aqualouco?, que possui passagens por estelionato, formação de quadrilha, apropriação indébita e furto pela Delegacia de Desvio de Cargas, em Curitiba, estava acompanhado de sua companheira, Suelen das Neves Vieira, de 30 anos, que é estudante de Direito. Ela também acabou detida.

Dando sequência às diligências, os policiais abordaram o Fiat Palio, que estava parado nas proximidades do armazém. O veículo era ocupado pelo empresário Alexandre Gabilan, 57, que já tinha passagens por ameaça, lesão corporal, assédio sexual e estelionato.

Em seguida os policiais detiveram Joel Miranda Gabilan, de 48 anos, que é irmão de Alexandre. Ele estava dirigindo o caminhão e tentou fugir a pé, abandonando o veículo carregado na saída do armazém. Segundo a polícia, contra Joel havia um mandando de prisão em aberto por furto, formação de quadrilha e falsidade ideológica.

Na investigação, os policiais descobriram que a ordem de carregamento, que foi encontrada no interior do caminhão, era falsa, sendo os suspeitos presos pelos crimes furto qualificado tentado, organização criminosa e estelionato. Na ação foram apreendidos os dois carros e o caminhão com o fertilizante.

Deixe um comentário