Folha Gente

Maximilian Santos

Maximilian Santos é jornalista, diretor da TIPCOMM Comunicação, já atuou como coordenador de comunicação institucional do Grupo Uninter, coordenador de marketing do Grupo RIC (RICTV Record, Jovem Pan), atuando há 15 anos como assessor de comunicação, atendendo mais de 400 contas como Petrobras, Blue Tree Hotels, Grupo Massa, Rede Massa | SBT, grandes shows nacionais e internacionais e eventos. Escreve todas as sextas-feiras coluna no Jornal Bem Paraná, blogger do Portal Bem Paraná, foi colunista do jornal Diário Indústria & Comércio, Revista Molde, Revista Dimensão, Folha do Litoral, diretor de programa de turismo na Record News, correspondente de jornais nacionais, entre outras funções na comunicação.

Prefeitura de Paranaguá firma parceria com a Fundação Cultural de Curitiba

Objetivo é a implantação do turismo cemiterial com passeios guiados
A pesquisadora da Diretoria de Patrimônio Cultural da FCC, Clarissa Grassi
A pesquisadora da Diretoria de Patrimônio Cultural da FCC, Clarissa Grassi

Inspirada no sucesso do programa de Visitas Guiadas ao Cemitério Municipal São Francisco de Paula e que já levou mais de 4 mil pessoas à necrópole mais antiga da capital paranaense, a Prefeitura de Paranaguá buscou apoio da Fundação Cultural de Curitiba para desenvolver um projeto nos mesmos moldes em sua cidade.

Para tanto, entre os dias 24 e 25 de setembro, a pesquisadora da Diretoria de Patrimônio Cultural da FCC, Clarissa Grassi, vai dar início à sensibilização e capacitação dos servidores parnanguaras. Idealizadora e organizadora das Visitas Guiadas, a pesquisadora estuda este cemitério há 15 anos e, desde 2017 realiza, por intermédio da Fundação Cultural de Curitiba as visitações nas modalidades padrão, temáticas e noturnas.


A ideia é realizar passeios guiados por historiadores que conduzirão os visitantes por túmulos de pessoas ilustres sepultadas no Cemitério Nossa Senhora do Carmo, além de um roteiro por locais que já serviram de cemitérios em regiões nas quais muitas pessoas nem imaginam, como o prédio onde está a Caixa Econômica Federal e ao lado da Catedral Diocesana.


Tidos por pesquisadores como resumos simbólicos da sociedade, os cemitérios são pontos privilegiados para se conhecer uma cidade. Para além da arte e das manifestações religiosas e culturais, eles oferecem uma oportunidade de mergulhar na história da própria cidade, por seus referenciais arquitetônicos, sua geodiversidade, entre outros aspectos. “Trata-se de uma história contada do fim para o começo”, ressalta Clarissa.

O programa “Turismo Cemiterial”, em Paranaguá, será desenvolvido pelas Secretarias Municipais de Cultura e Turismo e de Meio Ambiente. Seu objetivo é lançar visitas guiadas ao Cemitério Nossa Senhora do Carmo, que é a mais antiga necrópole da cidade de Paranaguá e que alberga importantes personalidades da história da cidade e do Estado do Paraná, como Drº Leocádio Correia, Visconde de Nacar, a esposa do Barão do Serro Azul, Maria José Correia, entre outros. Para Raphael Rolim de Moura, Secretário Municipal de Meio Ambiente, o turismo cemiterial trará resultados positivos. “Nossa intenção é realizar também passeios noturnos. Estamos avançando e acreditamos que será mais uma alternativa turística positiva para a cidade”, avalia.