PUBLICIDADE

Comércios de Antonina seguem fechados e presidente da ACIPA não fala em demissões

por Cleverson Teixeira
25/03/2020 19:27 (Última atualização: 26/03/2020)

Rua XV de Novembro, em Antonina, litoral do Paraná.

O comércio antoninense segue de portas fechadas neste período crítico em que o país se encontra. Apenas os supermercados e as farmácias estão atendendo a população. A Rua XV de Novembro, que fica no centro de Antonina, abriga a maioria das lojas de vestuários e de utilidades domésticas, totalizando 17 estabelecimentos.

Com a recomendação das autoridades de saúde, os funcionários desses setores considerados não essenciais, por segurança, não estão trabalhando no município. Com isso, os comentários na região, a respeito de demissões por conta do fechamento do setor varejista, são constantes.

Comércios de Antonina seguem fechados e presidente da ACIPA não fala em demissões 2
Não há previsão para abertura das lojas

De acordo com o presidente da Associação Comercial, Industrial e Portuária de Antonina (ACIPA), Paulo Roberto Pacholek, não há informações sobre a dispensa dos trabalhadores, já que a instituição cuida da parte de apoio e controle dos empresários. “Essa questão de demissão é com os empresários. Somos apenas representantes. Damos apoio, também, na parte de consultas e créditos. Mas, estamos quietos, de quarentena. Está tudo fechado. Tem que se cuidar dessa maneira”, disse.

O JB Litoral não conseguiu contato com os comerciantes, para comentarem sobre a real situação econômica dos empreendimentos e dos seus colaboradores.

Medidas adotadas pelo município

Antonina não registra casos suspeitos e confirmados do coronavírus, mas a cidade está tomando todas as medidas necessárias para prevenir a doença. O prefeito da cidade, José Paulo Vieira Azim (PSD), editou um decreto que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional do Covid-19, o qual proíbe a entrada de ônibus e vans de turismo no município, além da proibição do corte de água na região. No documento consta, também, a não permanência de crianças nos parques e playgrounds. Bares, lanchonetes, restaurantes e sorveterias podem funcionar até as 19h, sendo liberado, a qualquer horário, apenas o atendimento delivery.

O secretário de saúde do município, Odileno Garcia Toledo, relata que Antonina está fazendo um trabalho de orientação e elaborando um espaço para dar suporte aos atendimentos dos moradores. “Estamos orientando a população por meio dos agentes comunitários nas ruas. A Secretária de Saúde está montando uma estrutura via teleatendimento, para que os cidadãos não fiquem desassistidos. Estamos preparados para qualquer situação relacionada à pandemia“, finalizou.