Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus

Retrospectiva deste ano infindável mostra que muito foi vivido, apesar das restrições

por Redação JB Litoral
28/12/2020 16:58 (Última atualização: 4 semanas atrás)

Por Marinna Protasiewytch

JANEIRO

2020 foi um ano atípico, mas vale lembrar que ele não começou assim. Com a tradicional queima de fogos do litoral, Guaratuba reuniu mais de 2,5 milhões de pessoas na virada, que presenciaram o maior show pirotécnico na costa paranaense até então, com 15 minutos de céu colorido. Tanta alegria se misturou com as programações musicais do verão, como a do artista Jerry Smith que reuniu cerca de 20 mil fãs para acompanharem a batida do funk no Centro de Eventos da Rotatória de Matinhos. Mas, o pior pesadelo da humanidade já rondava Paranaguá, e as empresas portuárias recebiam alerta sobre um tal de coronavírus, que havia surgido na China.

FEVEREIRO

Único time do litoral, representando a população parnanguara, o Rio Branco SC estreou com o pé direito no campeonato Paranaense e engatou algumas vitórias consecutivas. Resultado que, posteriormente, daria uma chance de concorrer à vaga da Série D. Depois veio um carnaval muito animado, com desfiles das escolas de samba por todo o litoral. A pandemia já assombrava o Brasil, mas ela não parou as festividades. No balanço do governador Carlos Massa Ratinho Junior, uma diminuição da criminalidade em 33%, durante a temporada de verão, e mais de 257 mil veranistas foram impactados com as atividades esportivas do Verão Maior.

Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus 2
(Foto: Diogo Monteiro)

MARÇO

Guaraqueçaba comemorou seus 475 anos, em março, com festa durante cinco dias, apresentando shows de artistas nacionais, como Pedro Paulo e Alex e a cantora Fernanda Liz. Entretanto, nem tudo foram comemorações, pois no dia 17 deste mês, presos se rebelaram após uma operação interna na Cadeia Pública de Paranaguá, que confiscou celulares e acabou com um plano de fuga. O motim durou apenas algumas horas e foi controlado pelo grupo da Seção de Operações Especiais (SOE), que encerrou o problema sem fugas ou feridos.

Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus 3

Um dia depois, a prefeitura de Matinhos anunciou a suspensão das aulas e de eventos com mais de 15 pessoas. O coronavírus havia chegado ao Paraná e os decretos de lockdown começaram a surgir. No dia 24, prefeitos dos municípios do litoral suspenderam todas as atividades não essenciais. Dia 30 de março, o primeiro caso da doença chegou ao litoral, após um jovem de 28 anos voltar de uma viagem ao exterior.

ABRIL

Projeto da ponte de Guaratuba começou a caminhar e empresas se interessaram por estudos de viabilidade da construção. Mas a Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá (ACIAP) já anunciava uma desaceleração no mercado de trabalho, por conta da pandemia, e cerca de cinco mil postos poderiam ser fechados.

Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus 4
Foto/AEN/Pr

Ainda em luta para contribuir com a saúde pública, comunidade portuária fez ações e arrecadou R$ 2,5 milhões destinados ao Hospital Regional do Litoral para a compra de equipamentos. Parnanguaras adotam algumas opções para sobreviver à crise e se reinventam utilizando a internet, aulas remotas, fotografia via Skype e venda de máscaras. Em meio à pandemia, ainda teve a comemoração de 249 anos de Guaratuba, mas com programação online e a prefeitura determina a utilização obrigatória de máscaras em espaços públicos.

MAIO

Alunos da rede pública de ensino começam a assistir aulas pelos canais de TV aberta, internet e materiais de apoio, enquanto escolas continuam fechadas. No dia 5 de maio, Paranaguá entra em estado de epidemia para a dengue com 248 casos da doença e uma proporção de 300 para cada 100 mil habitantes. Dia das Mães é comemorado com drive-thrus e reuniões familiares intimistas, sem aglomeração.

JUNHO

Seis meses se passaram e uma pandemia se instalou no mundo inteiro. A expressão “novo normal” começou a ser utilizada como sinônimo daquilo que se começaria a viver. No entanto, com a tradicional festa da tainha cancelada, pescadores tiveram que baixar os preços para sobreviver e as comunidades pesqueiras começam a sentir o impacto socioeconômico da pandemia.

Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus 5

Neste mês, também ocorreu a conclusão da obra de restauro da Estação Ferroviária de Paranaguá, que havia começado em 2017, onde foram gastos mais de R$ 2,2 milhões, de acordo com a prefeitura. Além disso, Matinhos comemorou seus 53 anos de existência, como município, com lives de autoridades. E no fim do mês, o jornalista Oswaldo Eustáquio Filho, colunista do Portal Agora Paraná, era alvo do inquérito de atos antidemocráticos e pró-Bolsonaro, quando o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes autorizou a sua prisão pela Polícia Federal.

JULHO

A retomada do futebol no Paraná aconteceu e o Rio Branco precisou emprestar o estádio do Operário para enfrentar o Cascavel F.C., já que a Estradinha não estava apta a atender os protocolos sanitários de saúde e prevenção do novo coronavírus e um decreto estadual impedia a realização de jogos em Paranaguá. Já na área ambiental, um ciclone bomba afetou o litoral, principalmente com desabamentos em Morretes e Pontal do Paraná, nenhuma pessoa morreu durante a passagem do fenômeno, mas apagões foram registrados em Paranaguá e nas operações portuárias.

No dia 6 de julho, novas restrições, comércios fechados e o termo “quarentena restritiva” passou a ser utilizado por prefeitos em decretos municipais para impedir a circulação de pessoas nas ruas. Prefeituras intensificam a vacinação para a gripe e a baixa taxa de cobertura esbarra no medo do novo coronavírus, segundo a SESA. E como esforço para não perder vidas, o prefeito Marcelo Roque (Podemos) distribuiu, gratuitamente, Ivermectina para a população.

Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus 6
Foto/Prefeitura de Paranaguá

AGOSTO

Depois de mais de 15 anos, moradores de Antonina comemoraram uma nova fase do sistema de abastecimento da cidade, que segundo a SAMAE será permanente. Nas regiões mais altas, o fornecimento de água era interrompido entre 21h e 5h, e a população acabava sem água, mas com a implantação da nova adutora e novos dispositivos a falta de água acabou, garantiu o prefeito Zé Paulo.  

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Outra novidade, que pegou todos de surpresa, foi a gravação de um comercial nacional com a empresa Havaianas na Ilha dos Valadares, onde Elza Leão Olsen e Leonardo Machado Pereira foram procurados pela agência publicitária e estrelaram na produção.

Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus 7

SETEMBRO

Com a maior estiagem vivida no Paraná, desde o início das medições, Paranaguá, também, passou a sofrer com a falta de água. Neste mês, a Iguá Saneamento comunicou a implantação de um sistema de rodízio de fornecimento, para conseguir atender toda a população.

Já em Antonina, uma novidade chamou a atenção do município para o turismo, novamente, a Maria Fumaça voltou a circular na região, com passeios para os turistas. Previstos para os sábados e domingos, as lotações-teste começaram a sair ainda em setembro, com 50% da capacidade total.

Mas o tradicional Festival de Inverno da UFPR precisou mudar seus planos. Responsável por trazer centenas de visitantes à cidade, a atração foi realizada online em virtude da pandemia, com programação para todos os gostos.

Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus 8

OUTUBRO

Em Antonina o mês marcou um dos atentados mais chocantes do ano. O secretário de Planejamento e Obras de Antonina, Luiz Antonio Carvalho, foi atropelado depois de uma discussão com um candidato a vereador da cidade. O suspeito foi o Sargento do Corpo de Bombeiros, Argeu da Costa Freire, que fugiu do local. O ocorrido continua sendo investigado e o secretário passa bem.

Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus 9

Depois foi a vez de Pontal do Paraná ganhar destaque, mas não positivamente. Isso porque o então candidato a prefeito e proprietário do Porto Pontal Paraná, João Carlos Ribeiro, passou a ser investigado pela Polícia Federal por um possível esquema de corrupção para a liberação das licenças ambientais do porto. Junto com ele, ninguém menos que o ex-presidente da república, Fernando Collor. A operação Quinto Ato cumpriu buscas em 12 locais e agora a PF segue investigando o caso. Por conta disso, João Carlos Ribeiro retirou sua candidatura à prefeitura da cidade.

Neste mesmo mês, a polêmica envolvendo as escolas cívico-militares chegou ao litoral. Oito estavam sob consulta e vão adotar o modelo que prioriza a interferência de militares na educação das crianças.

Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus 10
Foto/AEN/PR

NOVEMBRO

Campanhas eleitorais acontecem a todo vapor e, por conta da pandemia, os comícios são proibidos, mas políticos abusam de carreatas e das redes sociais para divulgar suas propostas. Em meio aos rastros políticos, Antonina comemorou seus 223 anos, com algumas programações online e sem o tradicional desfile cívico a cidade fez questão de ressaltar a comemoração. A história das duas famílias que trabalham com as balas de banana no município foi contada pelo JB.

Outro evento, que acabou sendo por meio remoto, foi a tradicional festa do Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio, por isso a 207ª edição da Festa, em Louvor à Padroeira do Paraná, contou com uma procissão em forma de carretada, para evitar aglomerações e a propagação do coronavírus.

No dia 15, as eleições municipais ocorrem com tranquilidade em quase todas as cidades do litoral, mas Paranaguá registra confusão com mudança de sessões e alta desistência de eleitores. Já Matinhos tem secretários da prefeitura flagrados em suposto esquema de compra de votos. Além disso, a Polícia Federal desceu a serra, mais uma vez, e deflagrou a operação Enterprise, cumprindo mais de 200 mandados de prisão, busca e apreensão. Essa foi a maior operação do ano contra o tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro.  Bens avaliados em R$ 400 milhões foram sequestrados pela Justiça e mandados também foram cumpridos na Espanha, Colômbia, Portugal e Emirados Árabes Unidos.

Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus 12
Foto/divulgação

DEZEMBRO

A tradicional venda de caranguejo passa a ser liberada no litoral paranaense e, com isso, consumidores e catadores começam a movimentar o mercado local. As festas, que promovem a oferta de pratos com a iguaria, são canceladas por decretos municipais e estaduais em razão da pandemia do coronavírus.

As cerimônias de diplomação dos candidatos eleitos também aconteceram, mas de maneira virtual e em alguns municípios com a execução presencial, mas seguindo os protocolos de saúde de prevenção a COVID-19. Zé da Ecler e Marcelo Roque venceram batalhas judiciais e conseguiram manter a candidatura e, posteriormente, a posse como prefeitos eleitos de Matinhos e Paranaguá, respectivamente.

Das festas ao silêncio: 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus 13
Foto/Prefeitura de Paranaguá

Mas o ano de 2020 deverá acabar bem menos animado do que como começou. A pandemia não acabou, as restrições continuam sendo necessárias e, por isso, aliado ao fato de que a arrecadação do governo diminuiu durante a crise econômica vivida por conta deste vírus, as queimas de fogos, tradicionais no litoral, não acontecerão. Será um encerramento de ano mais silencioso, talvez de reflexão, por tudo o que passamos e o que pode estar por vir em 2021.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments