Denúncia leva Rotam a prender suspeitos com armas e drogas na Vila Divineia

por Redação JB Litoral
20/06/2020 11:54 (Última atualização: 20/06/2020)

Dois revólveres e munições, além de drogas, uma moto e um carro, foram apreendidos por policiais militares do 9º Batalhão, na noite de quinta-feira, 18, na Vila Divineia, em Paranaguá. A ação ocorreu após denúncia repassada por um morador na região, que desconfiaram de três rapazes que estavam em um frente a unidade de saúde João Paulo II.

Conforme o relatório policial, por volta das 22 horas, uma equipe das Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) foi acionada pelo Centro de Operações do 9º Batalhão, que repassou pelo rádio que uma pessoa havia ligado anonimamente no telefone 190, informando sobre os suspeitos, os quais estariam em frente ao posto de saúde realizando o comércio de entorpecentes.

De imediato os policiais se deslocaram ao local indicado e avistaram, na frente da unidade de saúde, João Paulo Rocha Morato, de 27 anos, que estava sentado em uma motocicleta estacionada. Ele estava na companhia de Felipe do Amaral Squenine, de 29 anos, e Renan Henrique Versão da Silva, de 27.

Com a aproximação da viatura, Felipe e Renan saíram andando pela calçada e, em seguida, os policiais a abordaram João, mas não perderam os outros dois rapazes de vista. Ao observarem os outros suspeitos, os militares perceberam quando a dupla passou ao lado de um veículo Fiat Punto e Felipe colocou a mão na cintura, tirou um objeto e jogou pela janela aberta do automóvel.

Na busca pessoal, com João foram localizadas duas buchas de cocaína, totalizando 16,7 gramas. Os outros rapazes foram abordados na sequência e na cintura de Renan foi encontrado um revólver calibre .38, de numeração suprimida, com cinco munições intactas. Na revista no carro, sobre o assoalho do passageiro, os policiais encontraram outro revólver calibre .38, com cinco munições intactas, que teria sido o objeto dispensado por Felipe.

No Punto ainda foi encontrada uma bucha de cocaína pesando 15,3 gramas. Ao ser verificada a origem da motocicleta que estava com João, foi constatado que o motor possuía numeração diferente da que deveria estar vinculada à placa e ao chassi do veículo.

Diante dos fatos, os três rapazes, além das armas, entorpecentes e veículos foram encaminhados ao plantão da Delegacia Cidadã, sendo Felipe autuado por tráfico e porte de arma de fogo, enquanto Renan por porte de arma de fogo e João por tráfico de drogas e adulteração de sinal identificador de veículo automotor. Os três suspeitos têm endereço no Jardim Iguaçu e Jardim Figueira.