Deputado Nelson Justus quer criação de novo batalhão da PMPR em Guaratuba

por Redação JB Litoral
22/03/2018 18:56 (Última atualização: 22/03/2018)

JB Litoral/ Luiz Felipe Alves

No início de março, o Deputado Estadual Nelson Justus (DEM), pai do Prefeito de Guaratuba, Roberto Justus (DEM), anunciou no site do próprio município que realizou uma indicação na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) para a instituição de um novo batalhão da Polícia Militar do Paraná (PMPR) em Guaratuba. A medida foi pleiteada por meio do Projeto de Lei nº 817/2017 que é autorizativo, ou seja, depende de aprovação do plenário da Alep e sanção do Governador Beto Richa (PSDB) para entrar em vigor. Na prática, caso implementado, o novo regimento reduziria a jurisdição do 9º Batalhão da Polícia Militar do Paraná (PMPR), localizado em Paranaguá, com alcance nos sete municípios litorâneos.

Deputado Nelson Justus quer criação de novo batalhão da PMPR em Guaratuba 1

9º BPM atende as sete cidades do litoral

O 3º Pelotão de Polícia de Guaratuba, que é pertencente à 2ª Companhia, com sede em Matinhos, é vinculado ao 9º Batalhão de Polícia Militar de Paranaguá. Segundo o legislador, a medida pretende trazer mais recursos, efetivo e viaturas para Guaratuba, porém, para isto, reduziria a força do 9º BPM.

 

  “Com a criação de um corpo militar na cidade, ocorrerá o aumento de viaturas, do efetivo policial e, consequentemente, de recursos. O grupo militar com sede em Guaratuba atenderia também as cidades vizinhas de Matinhos e Pontal do Sul”, destaca a Prefeitura de Guaratuba, colocando o nome de Pontal do Paraná de forma errônea como Pontal do Sul.


Regimento das cidades balneárias

Ainda de acordo com o legislador, o novo regimento iria fazer um corredor sem rotas de fugas e com maior controle na identificação de criminosos e presença ostensiva do poder de polícia.  “Também como justificativa da criação do BPM é a grande área de preservação ambiental dos municípios. O aumento da segurança impedirá a instalação ilegal de grupos criminosos nestas áreas, diminuindo o tráfico de drogas e controlando a violência gerada por este contexto”, informa a assessoria da Prefeitura de Guaratuba.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Caso o novo corpo militar se torne realidade, o 9º BPM ficaria encarregado apenas de Paranaguá, Morretes, Antonina e Guaraqueçaba. Atualmente, o projeto possui o protocolo 7497 na Alep e está tramitando na Comissão de Constituição e Justiça. Ele entrou em análise no dia 04 de dezembro de 2017 e não possui prazo para sua votação até o momento.

 

*Com informações da Alep, Correio do Litoral e Prefeitura de Guaratuba.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments