Comerciantes são presos durante operação da AIFU em Antonina

0
1498
Corpo de Bombeiros também esteve presente na ação

Dois comerciantes foram presos, na noite de sábado, 2, durante uma operação da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU), na cidade de Antonina. Na atividade, que acontece em todo o litoral e visa a preparação para a Operação Verão Paraná 2017/2018, diversas pessoas e veículos foram abordados e estabelecimentos comerciais fiscalizados.

Nas abordagens, o dono de um bar na localidade de Itapema de Baixo foi preso por ter, em seu estabelecimento, munição para arma de fogo. Com o comerciante, de 40 anos, foram apreendidos seis projéteis calibre 22, além de uma munição calibre 762, que é utilizado em fuzil. O homem acabou encaminhado à 7ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) para a elaboração do flagrante, sendo enquadrado no crime de posse irregular de munição de uso restrito, não cabendo fiança.

Foram realizadas diversas abordagens

Em suas declarações, o comerciante teria informado que havia ganho de um amigo o projétil de fuzil e que o restante encontrou na rua, junto com um coldre de revólver, o qual também foi apreendido durante a fiscalização.

O outro comerciante preso foi um rapaz de 22 anos, proprietário de uma tabacaria no centro de Antonina. Durante a abordagem no local, os agentes da fiscalização flagraram dois homens portando maconha e menores fazendo uso de narguilé, além de constatarem que a documentação do estabelecimento estava irregular.

O dono do estabelecimento acabou encaminhado à delegacia por infringir o artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que trata do crime de vender, fornecer, servir, ministrar ou entregar, ainda que gratuitamente, de qualquer forma, a criança ou a adolescente, bebida alcoólica ou, sem justa causa, outros produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica.

Os outros dois adultos detidos foram enquadrados no delito de porte de entorpecente, sendo liberados após assinarem Termo Circunstanciado que será encaminhado ao Juizado Especial Criminal para audiência.

AIFU

A AIFU é coordenada pela Polícia Militar e conta com a participação do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Guarda Municipal, Vigilância Sanitária, Secretaria de Urbanismo do Meio Ambiente, Secretaria de Trânsito (Setran), além de representantes de outros órgãos.

Além da fiscalização sanitária e dos laudos de licenciamento, os policiais também verificam se existem outras irregularidades no local como a permanência e venda de álcool a menores, poluição sonora, foragidos da Justiça, a presença de armas e drogas, além de outros delitos que precisem ser coibidos.

 

 

 

- Publicidade -