Por Gilberto Fernandes

Não foi com tristeza que muita gente nas sete cidades do litoral viu a saída de Beto Richa do Governo do Paraná, creio que pelo contrário, principalmente em nossa cidade.

Mas ele foi de todo ruim? Foi sim!

Exceto pelo trabalho ímpar que foi feito, justamente, pelas mulheres de Paranaguá em setores estratégicos de seu governo, porque os homens deixaram um bocado a desejar. Alguns por estarem sem condições de mostrar todo seu potencial por falta de logística e pessoal, como na segurança, e aí tiveram que fazer das tripas coração.

As mulheres de Beto Richa salvaram parte de sua gestão no Litoral.

Quem são elas:

Ruthinha Figueiredo, trabalhou a assistência social como ninguém em todas as cidades e teve seu trabalho reconhecido até mesmo por partidos que não foi o PSDB.

Ilda Nagafuti, fez da saúde seu sacerdócio e, mesmo tímida e de pouca fala, segurou a dengue a unha e mostrou como fazer acontecer, quando se tem vontade de fazer bem.

Selma Meira, atuou na educação com a mesma competência, determinação e amor, da mesma forma, quando começou levar o saber para crianças e adolescentes em sala de aula.

Mas o que essas três fantásticas tiveram em comum, além de fazer justiça a cada centavo recebido dos cofres públicos?

O fato de deixarem a política de lado e atuarem estritamente de forma técnica, usando o conhecimento que adquiriram nos bancos das faculdades, nos cursos de especialização e no dia a dia.

Então não ajudaram politicamente o governador Richa?

Sim e como ajudaram, pois atuando da forma que fizeram deixaram os louros para o governador que só não saiu todo chamuscado, porque tem muita gente carente assistida por Ruthinha, muitas famílias com saúde por causa de Ilda e um povo com mais conhecimento por causa de Selma.

Para todas essas três mulheres, rendo homenagens e tiro meu chapéu.

Obrigado Mulheres de Richa, o litoral é grato.

Comentários e Opiniões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here