A Prefeitura de Paranaguá deu parecer de improcedência no pedido de reajuste no valor da tarifa do transporte coletivo municipal. Ao final de 2017 a empresa entrou com solicitação para aumento da passagem de R$ 3,70 para R$ 4,15, porém sem demonstrar justificativa e metodologia de comprovação dos valores indicados, além de não atingir os pré-requisitos estabelecidos em contrato.

Na gestão do prefeito Marcelo Roque, foram investidos mais de 30 KM de asfalto nas ruas onde circulam os ônibus do transporte coletivo. Além de beneficiar a população esta ação também possibilita que a frota da empresa tenha menos desgaste.

O contrato de concessão para operação das linhas de transporte coletivo de ônibus prevê a forma do reajuste e seus requisitos. A revisão do cálculo da tarifa acontece anualmente, passando pelo Conselho Municipal de Transportes, que também não aprovou o aumento solicitado.

O prefeito Marcelo Roque afirma que não foram atingidos os requisitos para conceder o aumento. “Está estabelecido em contrato as regras para o aumento da passagem e o nosso corpo técnico realizou estudos comprovando que os custos que formam o preço da tarifa não alcançaram os índices necessários para autorizar a solicitação da empresa”, explica.

A próxima revisão nos valores da tarifa do transporte público em Paranaguá, acontece ao final deste ano e levará em consideração a diminuição do preço do diesel, entre outros fatores que estabelecem o preço da tarifa no município.

Fonte: PMP

- Publicidade -