Devido o trabalho remoto, Estado economiza R$ 47 milhões em transporte

por Redação JB Litoral
08/01/2021 19:02 (Última atualização: 1 semana atrás)

Foto: AEN

Fonte: AEN

A implantação do Teletrabalho na rotina dos servidores no Estado, em decorrência da pandemia, afetou diretamente o sistema de transporte da Administração Pública Estadual. Além disso, o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) orientou os dirigentes a priorizarem reuniões online.

A redução do deslocamento acarretou em uma economia de R$ 47,3 milhões aos cofres públicos, dividida entre manutenção e abastecimento de veículos e viagens oficiais.

“Administração pública estadual decidiu pela redução da jornada de trabalho, bem como a diminuição do trabalho presencial e implantação do Teletrabalho. Com isso, conseguimos uma economia significativa na utilização de veículos e na redução de viagens, tudo sem perder a qualidade do serviço prestado pelos servidores”, afirma o secretário da Administração e da Previdência, Marcel Micheletto.

Conforme dados da Secretaria, por meio do Departamento de Gestão do Transporte Oficial (Deto), a principal variação foi no setor de viagens oficiais, com uma redução de 57,4% dos gastos, durante a pandemia.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Despesas

Em 2019, de março a novembro, a despesa estava em R$ 45 milhões, enquanto no mesmo período de 2020, o valor ficou em R$ 19,2 milhões, gerando, assim, uma economia de R$ 25,8 milhões.  

No abastecimento de veículos, o corte somou R$ 14,8 milhões, equivalente a 21,6%. O gasto em 2019 estava em R$ 68,6 milhões, e em 2020, R$ 53,7 milhões.

No caso da manutenção de veículos, a data de análise foi sete meses antes e sete meses depois da pandemia, devido a uma nova empresa ter assumido o serviço. Entre agosto de 2019 e março de 2020, o dispêndio foi de R$ 39,2 milhões, e entre abril e outubro de 2020, diminuiu 16,9%, ficando em R$ 32,6 milhões.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments