Dia Nacional de Libras ressalta a importância da inclusão

por Maisy Pires
24/04/2020 12:26 (Última atualização: 24/04/2020)

Professora Isabelle Dias durante formatura dos alunos da empresa Louis Dreyfus. (Foto: arquivo pessoal)

Hoje (24) é comemorado o Dia Nacional de Libras, a Língua Brasileira de Sinais, usada pela maioria dos surdos do país. Neste dia, em 2002, foi publicada a Lei 10.436/02, onde a Língua Brasileira de Sinais foi reconhecida como meio legal de comunicação e expressão da comunidade surda.

Isabelle Dias, professora de Libras e proprietária da escola LibrasDeaf, em Paranaguá, ressalta que, até a Lei ser sancionada, a comunidade surda sofreu diversos tipos de preconceito. “Na Antiguidade, os surdos sofreram diversos tipos de preconceito e crueldade, e vemos quanto tempo precisou passar para que as coisas pudessem ir mudando, mas isso só foi possível devido à luta da comunidade surda, que nunca desistiu de mostrar o seu valor perante a sociedade”.

Segundo um levantamento feito pela escola no litoral são aproximadamente 400 surdos. “Através dos eventos que realizamos, percebemos que em Paranaguá temos mais ou menos 200 surdos, e no litoral são 400 surdos. Sabemos que muitos não participam da comunidade surda, então podemos ter um número ainda maior”.

Inclusão na mídia

“Estamos muito felizes com a presença do intérprete de Libras nas transmissões ao vivo que estão sendo feitas neste período de quarentena, pois de alguma forma as pessoas estão começando a entender que a Libras é uma língua e que possui milhões de expectadores que se comunicam com ela em nosso país. Cada Live ou Programa de TV que tenha intérprete de Libras nos deixa muito feliz e nos sentimos valorizados, pois essa é nossa língua materna”, disse Isabelle.

Ela contou ainda que, devido a pandemia, a escola desenvolveu um novo projeto. “Estamos com o “Projeto Informando Surdos” que conta com mais de 15 intérpretes, efetuando a versão em Libras de notícias, informações, orientações e tudo que for relacionado ao coronavírus para que os surdos possam estar cientes de tudo que está acontecendo e como agir durante esta pandemia, afinal informações salvam vidas. Este projeto tem mais dois tipos de auxílios aos surdos, que seria o serviço de Interpretação através de chamada de vídeo, onde o hospital ou farmácia poderá entrar em contato conosco e solicitar um intérprete para mediar a correta comunicação”.

Dia Nacional de Libras ressalta a importância da inclusão 2
Intérprete Jéssica fez a tradução do vídeo da Prefeitura de Paranaguá para Libras. (Foto: Arquivo pessoal)

“Vou citar um exemplo em qual situação podem nos acionar: chega um surdo no hospital com diversos sintomas da doença e os profissionais que ali estão acabam não conseguindo entendê-lo, neste caso, podem entrar em contato conosco para disponibilizar um intérprete via chamada de vídeo”.

Curso e profissionais

A professora ressalta que com a chegada da Covid-19, coronavírus, os cursos de Libras começaram a ser dados de forma online. “No início do ano tivemos uma boa procura no Curso de Libras, mas com a chegada da Covid-19 tivemos que nos reinventar com o Curso na forma online e estamos tendo uma experiência ótima. Estamos mais de um mês trabalhando nesta forma e não vemos a hora de poder estar junto dos alunos novamente”.

De acordo com a Isabelle, a procura por intérpretes cresceu nos últimos meses. “Tivemos muita procura por intérpretes no ano de 2019 até o momento, principalmente por empresas que possuem funcionários surdos e necessitam do profissional para mediar a comunicação em palestras, eventos e reuniões. No final do ano passado também tivemos uma grande conquista para a comunidade surda de Paranaguá, onde nossos intérpretes , Eunice e Eugênio, começaram a atuar nas sessões da Câmara Municipal, isso porque nossa empresa venceu a licitação para estar prestando o serviço de interpretação”.

Apesar dessas conquistas, a profissão ainda é pouco valorizada. “O que acaba nos deixando triste é que constantemente os intérpretes estão sendo chamados para atuar de forma voluntária, dessa forma não sendo visto como um profissional da área que merece ser valorizado. O voluntariado deve existir, mas com moderação e em situações específicas aos quais os intérpretes seguem as normas da FEBRAPILS (Federação Brasileira das Associações dos Profissionais Tradutores e Intérpretes e Guia- Intérpretes de Língua de Sinais). Por isso é importante comentar que os eles têm uma profissão e merecem ser valorizados, afinal eles investem em estudo e capacitação”.

Quem tem a intenção de se especializar na área pode fazer o curso à distância. “Para quem pretende realizar o curso na modalidade presencial terá que aguardar até que as autoridades autorizem o funcionamento das Escolas de Idiomas, mas por outro lado temos uma grande novidade para o mês de maio que será o Curso de Libras Iniciante na modalidade EaD, Ensino a Distância, estamos trabalhando para levar todos nossos cursos também para o EaD e fazer com que a Língua Brasileira de Sinais alcance cada vez mais pessoas”.

Dia Nacional de Libras ressalta a importância da inclusão 3
Aula através de plataforma web durante a pandemia. (Foto: arquivo pessoal)

“Temos também uma escola de surdos em nossa cidade que se chama Nydia Moreira Garcez, conhecida por muitos como CEDAP, foi ali que iniciei meus estudos desde 1 ano e 2 meses de idade, e ter essa escola em nossa cidade é uma grande conquista e deve ser valorizada. Além de crianças surdas da região, também tem umas que vieram da Colômbia e Haiti. O CEDAP representa os surdos e fortalece nossa comunidade”, completou.

Contatos

WhatsApp: (41) 98510-5479

E-mail [email protected]

Site: www.librasdeaf.com.br