Diversidade de talentos marca a I Mostra Cultural das Escolas Integrais

Apresentações de dança, teatro e exposição de artesanatos foram realizados no Colégio Estadual José Bonifácio. Mais de 370 alunos se apresentaram durante o evento.

por Redação JB Litoral
30/08/2013 00:00 (Última atualização: 30/08/2013)

NULL

A abertura da I Mostra Cultural das Escolas em Tempo Integral de Paranaguá, realizada na tarde desta sexta-feira (dia 30), no Colégio Estadual José Bonifácio, foi pontuada pela diversidade. As apresentações – divididas entre dança, luta, teatro e pintura – reuniram pais, professores e alunos numa “mostra de talentos”.

Estudantes puderam apresentar-se e mostrar o trabalho realizado com os professores “oficineiros” – como são chamados os instrutores das oficinas oferecidas nas escolas em tempo integral. O evento é uma realização da Prefeitura de Paranaguá, por meio do Secretaria Municipal de Educação.

O maestro e professor Everaldo Ferreira Filho, um dos coordenadores da Mostra, explicou a importância do evento para as crianças. “O que fica, para elas, é o aprendizado e a lição de que a escola pode oferecer mais que as aulas tradicionais”. Ferreira adiantou que já está sendo programada a próxima edição, com agenda estendida.

“Tem apenas três meses que estamos com o projeto de trazer os professores ‘oficineiros’ para dentro das escolas. Com um trabalho ainda incipiente, conseguimos realizar uma Mostra de dois dias. Nosso objetivo, porém, é realizar outro evento daqui a três meses, com duração de uma semana, quando os ‘oficineiros’ já aterão desenvolvido um trabalho de seis meses com os alunos”, explicou.

Etapa da vida

Aluno da quinta série da Escola Municipal Nascimento Júnior, Matheus Augusto Ribeiro Monteiro, de 11 anos, é um dos participantes da oficina de karatê e aprovou a iniciativa. “No ano passado não teve apresentação das oficinas. É melhor porque a gente pode ver o que todos estão fazendo, da nossa e das escolas dos outros”, diz.

O professor de dança Wellington Fênix explica que a maior lição é ensinar às crianças do que elas são capazes. “É uma etapa da vida da criança, isso é o que fica. É uma etapa da vida da criança que não vai passar em branco”, afirma.

As oficinas são oferecidas gratuitamente nas 19 Escolas Municipais em Tempo Integral do município durante o contraturno. As atividades variam entre dança, poesia, pintura, luta, música e artes cênicas, dentre outras. Os pais devem orientar-se sobre as atividades oferecidas na escola onde seus filhos estão matriculados.

Deixe um comentário