EDITORIAL: A defesa do errado pelo quinhão do erário!

0
130

Perto de comemorarmos 370 anos de existência, pela primeira vez na história política de Paranaguá o jargão, popularizado pelo saudoso vereador e vice-prefeito, Joaquim Teixeira de Magalhães, tem servido tão bem em uma gestão: “farinha pouca, meu pirão primeiro”. A nova categoria de comissionados e servidores agregados, por conta de sentarem junto ao rei no Palácio São José, não tem medido esforços, moralidade e consequências na defesa do seu quinhão advindo do erário. E o certo tem perdido diariamente para o errado nas redes sociais, na imprensa amiga e patrocinada e no dia a dia de nossa cidade.

O intenso debate gerado pelo flagrante feito pela TVCI, com um comissionado que vem trocando seu horário, pago pelo Poder Público, por seu ofício como trabalhador portuário avulso, o que gera prejuízo aos cofres municipais e crime de improbidade, repercutiu de forma inusitada nas redes sociais. Um batalhão de comissionados e servidores agregados, mesmo diante do fato errado, esqueceu o primordial neste caso, que é a ilegalidade, e justificaram o flagrante como sendo mais uma perseguição da TV ao Prefeito Marcelo Roque.

Na verdade, a reportagem foi uma ajuda gratuita ao gestor que não tem como cuidar de tudo e de todos na prefeitura, razão pela qual paga muito bem para secretários, superintendentes e diretores fazerem isto por ele. Porém, o absurdo foi ler nas redes sociais o próprio prefeito juntar-se ao coro, da defesa do indefensável, a ponto de postar crítica à TVCI, como se o comissionado fosse o injustiçado.

Esta gritante inversão de valores é preocupante, na medida em que amanhã poderemos perdoar o estuprador, porque a moça violentada é que foi a culpada por estar de saia curta ou roupa sensual.

Continuando neste prisma, como ver um futuro seguro para os próximos dois anos e meio, já que os freios legais não estão funcionando e a impunidade continua livre, leve e solta?

Comentários e Opiniões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here