Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros querem ser professores

0
5
apenas-33-dos-estudantes-brasileiros-querem-ser-professores

Neste dia 15, Dia dos Professores, uma pesquisa revela que apenas 3,3% dos estudantes brasileiros querem seguir a carreira de professor. O levantamento realizado pelo Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), com base nos dados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) de 2015, mostra que quando se trata daqueles que querem ser professores em escolas, na educação básica, o percentual cai ainda mais, para 2,4%.

O estudo mostra que a carreira docente não atrai os alunos que têm um melhor desempenho no Pisa. “O que o dado brasileiro revela é o fato que a ocupação de professor está com problemas de atratividade. As pessoas que têm notas mais altas escolhem outras profissões”, diz o professor de economia da Universidade Federal Fluminense (UFF) Fábio Waltenberg, um dos autores do estudo “Ser ou não ser professor da Educação Básica?”.

Em Paranaguá, são 1.529 professores que atendem a Secretaria Municipal de Educação (Semedi), desempenhando um papel fundamental na educação de mais de 16.548 alunos dos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei’s) e escolas. Além dos professores que atuam nas redes privadas de ensino e na rede estadual.

Valdineia Silva Miranda é educadora infantil há cinco anos, na Semedi, e para ela, o principal motivo para a falta de interesse do jovem em seguir a profissão é devido aos baixos salários. “É a profissão mais necessária, mas uma das menos valorizadas”, diz.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), professores de escolas públicas ganham, em média, 25% a menos do que ganham profissionais assalariados de outras áreas. Por lei, pelo Plano Nacional de Educação, esse salário deve ser proporcional ao de outros profissionais com formação equivalente até 2020.

Apesar das dificuldades, Valdineia afirma que ser educadora é a profissão de seus sonhos. “É muito gratificante chegar na sala de aula e ver os pequenos aguardando as novidades para a aula. Saber que podemos ajudar a mudar a vida de crianças, levando conhecimento e amor, é algo que faz um bem enorme muito mais para nós, educadores, do que para eles”, declara.

Segundo a secretária de Educação de Paranaguá, Vandecy Dutra, o município garante uma educação básica de qualidade aliada à valorização profissional. “Os professores possuem liberdade para trabalhar e desenvolver seus projetos. A gestão democrática que adotamos possibilita tais ações”, afirma.

Comentários e Opiniões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here