Eleições em tempos de pandemia: saiba como será a votação

por Redação JB Litoral
11/11/2020 14:44 (Última atualização: 11/11/2020)

Eleitor deve passar álcool em gel duas vezes: ao entrar e sair da sessão eleitoral. (Foto: Antonio Augusto/TSE)

Amanda Yargas

O Secretário da Saúde Beto Preto e o presidente do Tribunal Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Tito Campos de Paula, participaram do programa Em Pauta da Rede Aerp de Notícias para contar como vai ser a votação nas Eleições 2020.

Eleições em tempos de pandemia: saiba como será a votação 2
Beto Preto e o desembargador Tito Campos de Paula durante entrevista na Aerp, em Curitiba

Com o vírus ativo e o aumento da média móvel do número de casos no estado, o secretário da Saúde considerou que as eleições vão impactar a disseminação da doença. Ele ressaltou que, no início do ano, esperava-se que a pandemia durasse entre 3 a 4 meses, com um isolamento social que atingisse cerca de 55% da população. Neste cenário eram previstas de 1500 a 2500 mortes no estado. Porém, 8 meses depois, o quadro é bem mais grave, são 221.583 casos confirmados e 5.446 vidas perdidas conforme o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde. Beto Preto ressaltou que há menos de 30% de pessoas ainda fazendo isolamento domiciliar no estado, e que, assim como em feriados onde há encontro de pessoas, as eleições terão um impacto neste quadro. “O vírus está presente, está circulante, ele está em transmissão comunitária. Quando houver aglomeração, fatalmente isso aumenta a velocidade de contágio”.

Medidas de proteção

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Apesar disso, ele considerou que a preparação do TRE-PR foi exemplar e salientou que o voto nas eleições municipais é importante porque tem impacto direto na vida do eleitor. O presidente do Tribunal explicou quais as medidas tomadas para evitar o contágio pelo novo coronavírus durante o processo eleitoral. A biometria foi suspensa, um processo que demorava cerca de 20 segundos por eleitor, o que, no acumulado de cada sessão, deve economizar mais de 2 horas. A ideia é evitar filas e fazer com que os eleitores permaneçam nas sessões somente o tempo indispensável.

Eleições em tempos de pandemia: saiba como será a votação 3
Presidente do TRE-PR esteve em Paranaguá nesta quarta (11) (Foto: JB Litoral)

Por isso, a orientação é que cada eleitor leve sua própria caneta para assinar a ata de comparecimento. Tito Campos de Paula também disse que as urnas não serão higienizadas entre um eleitor e o outro. “Se fossemos ficar o dia todo passando algum produto, poderia danificar a urna, um risco que não podemos correr. Por isso, a orientação é que o eleitor higienize as mãos quando entrar na sala e quando sair. Com isso, ele elimina o que tiver nas mãos ao chegar e qualquer resquício que tenha ficado na urna quando ele for votar, é uma segurança”. Já os mesários vão receber um kit com três máscaras, faceshield e um frasco de álcool em gel individual.

O uso da máscara é obrigatório e o desembargador também pediu que quem tiver qualquer sintoma da covid-19 não vá votar. E lamentou que seja também necessário evitar levar crianças para as votações, um momento que ele considera importante na formação democrática delas. O horário das eleições neste ano foi estendido, será das 7h às 17h. Até as 10h, idosos terão prioridade de votação mas outras pessoas também podem votar

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments