Estacionamento irregular de caminhões revolta moradores do Jardim Iguaçu

por Redação JB Litoral
09/06/2017 19:57 (Última atualização: 09/06/2017)

Estacionamento irregular de caminhões também é outro problema. Foto/JB

Moradores do Jardim Iguaçu estão preocupados com o trânsito intenso de caminhões no interior do bairro. Considerada uma das regiões mais populosas do município, o espaço também é rota para o Porto de Paranaguá, o que faz com que o volume de veículos pesados seja constante.

Porém, apesar desta característica, moradores relatam que alguns caminhoneiros são atrevidos, pois estacionam em locais proibidos. Além disto, o descaso por parte do poder público municipal também é outro agravante. De acordo com a líder comunitária Fernanda Mara Olímpio dos Santos, o principal acesso ao bairro está abandonado.
 

“A irresponsabilidade de alguns caminhoneiros, somada ao desleixo da prefeitura está tornando o Jardim Iguaçu muito perigoso. A rua paralela à BR 277, que é a entrada principal do bairro virou um estacionamento de caminhões. Por outro lado, esta entrada também está cheia de buracos, desleixada. Nossos filhos precisam ir até a escola e necessitam passar por aqui e correm risco de morte, pois quando desviam da lama, dão de cara com os caminhões. Sem contar que quando chove tudo fica pior, oferecendo riscos a todo mundo que precisa passar pela rua. Fica difícil competir com o trânsito de caminhões, eles não colaboram, e aqui é uma área de pedestres. Para piorar, a prefeitura não ajuda, pois não pavimenta este local ou pelo menos toma uma ação paliativa para melhorar a situação”, comenta.
 

Estacionamento irregular de caminhões revolta moradores do Jardim Iguaçu 3Líderes comunitárias reclamam que acesso principal ao bairro está cheio de lama. Foto/JB

Ainda de acordo com Fernanda, apesar de existir sinalização proibindo o estacionamento de caminhões, o problema persiste. “Apenas nesta área, existem três mecânicas e posto de molas para caminhões. A nossa ideia não é prejudicá-los, o que queremos, na verdade, é que a lei seja respeitada, pois eu não quero que o filho de ninguém seja atropelado ou que chegue todo sujo de lama na escola por causa desta situação. A prefeitura precisa tomar uma providência, pavimentar este local e também enviar guardas municipais para fiscalizar e multar quem está estacionando em local proibido. Para falar a verdade, nosso bairro é apenas lembrado em épocas eleitorais. De vez em quando um vereador ou outro vem aqui, joga uma areia, tira foto, posta no Facebook e diz que resolveu o problema. Isto nós não precisamos, o que queremos é solução”, disparou.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

 

Problema antigo

Já para a moradora Daniele Lourenço Pontes, o problema é antigo. “De cinco anos para cá, este quadro se agravou. Nossa acessibilidade está cada vez mais prejudicada. E a prefeitura tem a ‘cara de pau’ de alegar que aqui é uma região portuária e não há o que fazer, mas isto não é desculpa, pois pagamos impostos, taxas de esgoto e então queremos nossos direitos. Outro problema grave acontece no período da noite. Como não existe iluminação aqui, as pessoas estão sendo assaltadas, inclusive muitos jovens que estão voltando da escola do bairro vizinho. Queremos que o prefeito e o secretário de obras tenham sensibilidade e nos ajudem”, finalizou.

Nesta semana, o JB entrará em contato com a Secretaria de Obras da Prefeitura de Paranaguá para saber se existe um cronograma de pavimentação previsto para o bairro. Além disto, a reportagem irá questionar o porquê da Guarda Municipal não estar fiscalizando o estacionamento irregular de caminhões.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments