Estudante de Antonina é campeão mundial de jiu jitsu em São Paulo

por Redação JB Litoral
20/08/2013 00:00 (Última atualização: 20/08/2013)

NULL

Com apenas oito anos de idade, o estudante do 3º ano da escola municipal Gil Feres, Kauan Fonseca Fernandes, conquistou para cidade Antonina, Paraná e Brasil, o título de campeão mundial de jiu jitsu, na disputa realizada no dia 21 de julho, no Ibirapuera em São Paulo.

Morador do bairro da Penha e filho de Celso Luis da Fonseca Fernandes e Marlene Tereza da Silva Fernandes, o jovem Kauan interessou pelo esporte aos cinco anos, influenciado pelo pai que queria vê-lo envolvido com esporte para moldar um bom caráter.

Ele passou treinar na academia Mteen/OCS, do professor Alessandro Zuba e, logo no início chamou a atenção nos treinos pela sua enorme força, apesar da baixa estatura e dedicação as aulas. Na sua estreia numa competição de nível internacional, em São Paulo, o jovem Kauan admite que ficou nervoso na primeira luta, mas com a vitória fácil contra um atleta paulista, o campeão mundial se animou e disse que, após a segunda vitória não queria mais parar de lutar.

Orgulhoso da proeza do filho, Celso Fernandes, diz que vai incentivá-lo para que continue desenvolvendo seu talento e técnica e segure aos demais pais que invistam na oferta de esporta para seus filhos, pois é uma maneira sadia deles crescerem na vida.

O pai que trabalha no Terminal Privativo da Ponta do Félix disse que não mediu esforços fazer com o que filho participasse da competição e que contou ainda com a ajuda do prefeito João Ubirajara Lopes, o João Domero e do Secretário de Comunicação José Luiz Velloso, que muito contribuíram para que Kauan trouxesse o título para Antonina.

Neste torneio internacional, outra atleta antoninense também foi destaque na competição ao conquistar a medalha de bronze, com o terceiro lugar na categoria médio. Trata-se de Isabele de Oliveirta Ramos, 21 anos, esposa do também atleta de artes marciais Alex Mendes do Rosário. Os dois começaram praticar jiu jitsu juntos.

No Ibirapuera, Isabele que tem como forte em suas lutas a finalização, venceu o primeiro combate em pouco mais de 30 segundos, mas diante do esforço acabou machucando o braço. Mesmo machucada e com dores, ela prosseguiu na competição e conseguiu trazer para cidade o terceiro lugar.

Os dois atletas, Kauan e Isabele, levaram suas medalhas conquistadas para o prefeito João Domero onde agradeceram pelo apoio recebido para que ambos pudessem participar do mundial.

Deixe um comentário