Eventos esportivos movimentam final de semana em Paranaguá

Copa de Karatê de Contato, 3ª etapa regional sul de Vôlei Sentado e Corrida Rústica 29 de Julho foram realizados dentro da programação dos 366 anos da cidade.

por Redação JB Litoral
01/08/2014 10:38 (Última atualização: 01/08/2014)

NULL

Paranaguá sediou no último final alguns eventos esportivos em comemoração aos 366 anos da cidade, que serão completados nesta terça-feira (dia 29). A 3ª etapa regional sul de Volei Sentado, bem como campeonato de vôlei foram realizados no Ginásio de Esportes Albertina Salmon, no sábado. No mesmo dia ocorreu também a Copa de Karatê de Contato Kyokushin Kuan de Paranaguá, no ginásio Joaquim Tramujas. Já no domingo houve a Corrida Rústica 29 de Julho.

O prefeito Edison Kersten acompanhou a realização da Corrida Rústica. Ajudou a equipe da Fundesportes a premiar um a um dos dezenas de participantes. Incentivador da prática esportiva, ele parabenizou os corredores. “Sabemos da importância de se praticar uma atividade física. Sempre que posso incentivo as pessoas a se exercitar, porque os benefícios para a saúde são inúmeros”, comentou o prefeito.

A secretária municipal de Saúde, Terezinha Flenik Kersten, participou da Copa de Karatê, uma realização da Fundação Municipal de Esportes (Fundesportes) em parceria com o Provopar Paranaguá. Ela também destacou a importância de associar esporte e saúde. “São dois temas que estão muito bem relacionados. Por isso fiz questão de vir representar o prefeito Edison neste evento. Quem pratica atividades físicas garante uma qualidade de vida muito melhor”, salientou a secretária de Saúde, que ainda parabenizou as dezenas de jovens que participaram do evento.

O presidente da Confederação Brasileira de Voleibol para Deficientes, Amauri Ribeiro, destacou o trabalho que Paranaguá vem fazendo em prol do paradesporto na cidade. “Paranaguá é um referencial no vôlei sentado e investe bastante para que pessoas com necessidades especiais consigam despontar no esporte. Isso é importante porque em 2016 teremos uma Paraolimpíada no Brasil”, destacou o dirigente.

LIÇÃO DE SUPERAÇÃO

O dia 23 de outubro de 2011 vai ficar marcado na vida de Patrícia Luiz Berlim, de 37 anos, por uma tragédia. Quando ia trabalhar, trafegando de motocicleta pela avenida Bento Rocha, próximo à Vila Guarani, foi atingida por um veículo que veio na contramão. Com a violência do impacto perdeu a perna esquerda na hora. Mãe de cinco filhos, ficou desesperada e achou que a vida teria terminado.

Mas a tragédia se transformou numa história de superação. Atualmente usando uma prótese de alumínio que faz as vezes da perna aputada, na altura acima do joelho, ela vem cada vez mais se destacando por praticar vôlei sentado e também algumas modalidades na área de atletismo. “Nem sabia o que eram essas modalidades. Esse acidente me fez conhecer um mundo novo. Fiquei muito triste no começo com o que aconteceu, mas já superei tudo isso”, conta a jovem, que trabalha numa empresa do setor portuário.

Ela consegue facilmente praticar o esporte, mas confessa que muitas empresas não facilitam a vida dos funcionários com algum tipo de necessidade especial. “Tem gente que consegue fazer o esporte nos dias de folga, porque as empresas não veem isso como bons olhos e acabam não liberando o funcionário. Peço um pouco mais de sensibilidade dos empresários”, destacou a jovem, que participou da competição no sábado.

Fotos: Marcio Tibilletti

Deixe um comentário