Ex-Chefe de Gabinete da APPA preside Comissão que fez pesquisa sobre o porto

por Redação JB Litoral
21/06/2017 13:55 (Última atualização: 21/06/2017)

Faltando 48 dias para que a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA) faça correções das irregularidades constatadas em suas instalações, após inspeção realizada pela Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis do Estado do Paraná (CESPORTOS) e não ter suspensas suas atividades, uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas Opinião, mostra bons índices satisfação sobre o porto de Paranaguá.

Chama a atenção o fato de a pesquisa ter sido feita pela Comissão de Obras Públicas, Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), presidida pelo deputado Tião Medeiros (PTB), que foi Chefe de Gabinete da APPA sair para disputar sua campanha vitoriosa para ALEP.

Em 2012, o advogado assumiu a Chefia de Gabinete da Superintendência do porto, ainda na gestão do atual Diretor Presidente Luiz Henrique Tessuti Dividino, a quem realizou a entrega da pesquisa contendo os números favoráveis ao desempenho do porto na terça-feira (20), em audiência pública.

Segundo a APPA, a amostragem da pesquisa foi realizada entre os dias 20 de abril e 10 de maio em Curitiba e Paranaguá e ouviu 400 moradores locais, 300 caminhoneiros, 23 operadores portuários, sete exportadores, quatro representantes de sindicatos e dois práticos e foi intitulada “Pesquisa de Satisfação dos Usuários Exportadores e Importadores do Sistema Portuário, Caminhoneiros e Moradores de Paranaguá”. Os números apresentados mostraram que o porto “está melhor em todas as áreas, se comparado com cinco anos atrás”. Ou seja, melhor a partir do último ano que o deputado exercia cargo comissionado na APPA.

Entretanto, alguns números chamam a atenção como a avaliação dos trabalhadores portuários avulsos (tpas), principal segmento sindical que atua na movimentação portuária.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

O Instituto alega que foram pesquisados apenas quatro representantes de uma categoria que envolve seis sindicatos e mais de dois mil trabalhadores. Na avaliação da classe sindical, o Instituto diz que, 75% dos trabalhadores filiados aos sindicatos entrevistados, ou seja, apenas três pesquisados, disseram que “as mudanças implementadas no porto melhoraram as operações e os ganhos dos sindicatos”. O que não reflete a realidade do dia a dia dos trabalhadores na faixa portuária, levando em conta, por exemplo, o estado dos pontos de parada de ônibus na faixa.  

De acordo com o deputado estadual Tião Medeiros, o objetivo da pesquisa foi ouvir a opinião dos principais segmentos que atuam no Porto de Paranaguá, bem como da população da cidade. “A pesquisa mostrou o reconhecimento de todos os setores envolvidos na atividade portuária de que a estrutura do Porto melhorou. Além disso, os clientes, usuários e trabalhadores do Porto de Paranaguá enalteceram o avanço obtido nos últimos cinco anos”, declarou.

Para o Diretor Presidente da APPA, Luiz Henrique Dividino, os resultados refletem o trabalho e os investimentos públicos, mas também apontam correções que devem ser feitas. “Esta pesquisa será uma ferramenta para a continuidade do que foi bem avaliado e para melhorias de alguns apontamentos que merecem sinal de alerta”, comentou.

Fotos: 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments