Ex-ministro Lupi lança Osmar Dias ao senado e Baka para Câmara Federal

por Redação JB Litoral
05/03/2014 00:00 (Última atualização: 05/03/2014)

NULL

Sem as presenças que estavam confirmadas do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet e do presidente estadual do PDT, Osmar Dias, atual vice-presidente da carteira agrícola do Banco do Brasil,  a reunião do PDT, realizada no último dia 11 deste mês, no auditório do Sindicato dos Despachantes Aduaneiros, marcou o lançamento dos nomes de Osmar Dias e Baka Filho para disputa do senado e Câmara Federal neste ano.

Coube ao presidente nacional do PDT, o ex-ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, anunciar a decisão do partido de investir nos dois nomes para busca de representatividade para o Estado, defendendo as cores do PDT.

O evento que teve baixa participação da militância local e regional, onde menos de 70 pessoas prestigiaram a primeira visita do presidente nacional da sigla na cidade. Entre os presentes,  estiverem no auditório 25 ex-comissionados, divididos entre secretários municipais e diretores e mais 16 convidados de outras cidades, sobrando pouco mais de 51 militantes do PDT.

Vale lembrar que na Convenção Municipal do PDT, ocorrida em maio de 2010, participou um total de 922 filiados, que escolheram como candidata a deputada federal, Jozaine Baka, esposa do então prefeito e presidente do PDT local, e Adilson Soares Sela, o Tucano, como candidato a deputado estadual pelo partido. O militante Roberto Voi que também disputou a vaga para deputado estadual obteve 371 votos. Porém, nas eleições apenas Jozaine disputou os votos dos parnanguaras, na busca de uma cadeira para Assembleia Legislativa.

Entre as pessoas que compuseram a mesa de autoridades, estiveram os presidentes partidários Leslie Camargo (PTC), professor Carvalho (PPL), a vereadora Laryssa Castilho (PRB), Jozaine Baka (PPS) e o vereador Márcio Costa (PRP). Os vereadores do PDT, Jozias de Oliveira Ramos e Sandra Regina Neves não estiveram no evento, da mesma forma que João Carlos Rodrigues Alves do PPS.

Deixe um comentário