Farmácia abandonada vira mocó na área central e facilita ação de arrombadores

por Redação JB Litoral
05/03/2014 00:00 (Última atualização: 05/03/2014)

NULL

No início de dezembro do ano passado, o JB o excesso de burocracia que ocorre na prefeitura de Paranaguá e dificulta início na construção do Polloshop na cidade, no imóvel onde funcionou o supermercado Condor, área central do município.

Com obra anunciada para começar em setembro do ano passado, a prefeitura, através de matéria veiculada em seu site, ressaltou que a administração identificou a necessidade de alteração no Plano Diretor do Município para vinda do empreendimento. Somente depois de definida a área, a prefeitura notou que as Lojas Americanas pretendem se instalar próximo ao Polloshop, algo que desrespeitaria o Plano Diretor. Para se regularizar esta situação e fazer com que a obra possa ser iniciada, a secretária de Urbanismo, Débora Ramos, informou dia 20 de setembro no site da prefeitura que seria preciso um prazo de 60 a 90 dias e previu o início da construção não só do Polloshop, como também das Lojas Americanas, em meados de dezembro, o que ainda não aconteceu.

Enquanto a prefeitura não resolve o impasse burocrático, não apenas o imóvel onde funcionava o Condor, bem como a antiga farmácia localizada diante do prédio, tem sido alvo de saqueadores, desocupados, viciados e marginais. No ano passado um flagrante feito pelo radialista Edye Fernandes, registrou um rapaz furtando peças do telhado. Sem qualquer tipo de segurança, quer eletrônica ou pessoal, o prédio foi invadido pela facilidade do acesso. Da mesma forma que a antiga farmácia que já teve as portas arrombadas, inclusive uma de ferro que dá acesso ao seu interior. Os dois banheiros que ficam na área externa da farmácia foram arrombados, furtados peças e fiação elétrica, além do vandalismo com fezes tomando conta de todo o espaço. O forte mau cheiro é sentido por quem transita pela Rua Princesa Isabel. O prédio de dois pisos também foi vandalizado e saqueado no piso superior, onde mostra sinais de ocupação. A sujeira pode ser vista em todos os cômodos do prédio.

No domingo, 23, a reportagem do JB esteve no local e constatou o arrombamento de um veículo Montana, que havia estacionado diante da antiga farmácia. Ladrões forçaram a porta do passageiro e conseguiram abri-la, furtando o aparelho de som do carro. Uma garrafa de cerveja quebrada foi deixada no porta-luvas do veículo.

Mesmo com o arrombamento diversos motoristas usaram o espaço para estacionar seus veículos. Veja abaixo a situação encontrada pela reportagem do JB.

Deixe um comentário