Filha de empresário diz que pai é um dos casos suspeitos da Covid-19

por Maisy Pires
02/04/2020 10:29 (Última atualização: 02/04/2020)

Empresário segue internado no Hospital Regional do Litoral (HRL).

Nos últimos dias informações sobre um possível caso confirmado no novo coronavírus, a Covid-19, em Paranaguá circulou nas redes sociais.

As especulações começaram após a notícia de que o empresário Risoaldo Moura, proprietário do Riso Lanches, que esteve em um cruzeiro recentemente, apresentou sintomas da doença e foi encaminhado ao Hospital Regional do Litoral (HRL).

Devido os comentários, sua filha, Camila Moura, publicou um vídeo em seu perfil particular onde esclareceu a situação. “Venho aqui em nome da minha família dar um posicionamento diante das inúmeras perguntas que a gente está recebendo. Eu, meu pai, minha mãe e meu marido estivemos em um cruzeiro recentemente e, nesta semana, foram vinculadas notícias na mídia de que ele é um dos casos do coronavírus”, começou Camila.

Segundo ela, Risoaldo não estava sentindo-se bem nos últimos dias. “Meu pai não estava se sentindo muito disposto nesses dias e, diante desse alarde da notícia do cruzeiro, resolvemos procurar o hospital para relatarmos que todos nós estivemos em um cruzeiro e fazer o teste”.

Camila ressalta que apenas o empresário fez a coleta para a realização do teste. “Como é de conhecimento de todos, não existe teste para todo mundo. Eu, minha mãe e meu marido não apresentamos qualquer tipo de sintomas relacionados ao coronavírus. Então, seguiremos em isolamento e cumprindo as determinações que recebemos. Já meu pai, por estar apresentando alguns sintomas, encontra-se internado com suspeita. Não é uma confirmação, pois o teste demora alguns dias para ficar pronto. Mas o quadro dele é delicado devido alguns problemas de saúde. São essas as informações que nós temos. Ele está recebendo todos os cuidados e logo sairá dessa”.

Ela falou ainda sobre as fakes news que estão sendo compartilhadas. “A maioria das informações que estão compartilhando é mentira. A principal questão é que desde que voltamos de viagem não tivemos nenhum contato porque resolvemos cumprir a quarentena, por conta de que quando voltamos já estavam pedindo esse recolhimento e foi isso que fizemos. A lanchonete permaneceu aos cuidados dos responsáveis que cobriram nossas férias, nós postergamos isso para não termos problemas. Não interferimos em nada porque desde que fomos viajar não voltamos ao serviço. Mais informações vamos passando ao longo dos dias e, se Deus quiser, logo ele estará aqui com a alegria dele. Obrigada e orações são sempre bem vindas”, encerrou a jovem.

O empresário segue internado no Hospital Regional do Litoral (HRL).

Confira o desabafo da Camila na íntegra

Reprodução facebook.