Campanha social dos funcionários do Porto de Paranaguá completa 21 anos

0
19
NULL

Os trabalhadores da administração portuária prepararam neste mês mais uma campanha anual de doação de cestas básicas. As cestas são doadas ao Santuário do Rocio durante a festa da padroeira e entregues, conforme o costume, no ofertório da missa que é rezada na intenção da categoria. Neste ano a celebração aconteceu no último dia 13 de novembro.

O Santuário colocou como tema do dia: “Com a mãe do Rocio, semeamos a paz no mundo do Trabalho” e a entrega foi feita em conjunto com os demais sindicatos da área portuária. Assim o altar ficou repleto de cestas levadas pelos trabalhadores e seus familiares.
“Este ano tivemos muita dificuldade para realizarmos a campanha” disse o diretor social do Sindicato dos Trabalhadores na Administração dos Portos do Paraná (Sintraport), Antônio Miquilini. “Não foi autorizado pela diretoria da Appa passarmos a lista nos setores para os funcionários fazerem a doação na folha de pagamento”, explicou.

Miquilini lembrou ainda a diminuição da quantidade de trabalhadores, foram mais de 200 que aderiram ao Plano de Demissão Incentivada (PDI). Entretanto, segundo ele, a maior dificuldade foi a redução de quase 40% na remuneração de muitos portuários concursados. “Nem o reajuste, previsto no Acordo Coletivo de Trabalho para junho, foi pago pela empresa pública” comenta Miquilini.
O portuário Antonio Leite, disse que participa todos os anos junto com a esposa Mari.

Ele contou que a campanha acontece há mais de 20 anos: “Começou no setor de contêineres, comprávamos os itens em lotes grandes para baratear o custo e nossa alegria era trabalhar na montagem das cestas e na entrega para as famílias carentes que vinham buscar no Porto mesmo”.

Leite conta que com as mudanças constantes nas diretorias da Administração Portuária, a campanha teve que se adaptar conforme as condições colocadas, “Mesmo assim a campanha sempre foi feita, neste ano saíram muitos dos colegas que coordenavam esta ação, mas nós continuaremos porque sempre foi feita por amor ao próximo” completou ele.

- Publicidade -