Graciosa desmente superlotação e diz não receber muitas reclamações em Morretes

por Redação JB Litoral
01/06/2018 16:56 (Última atualização: 01/06/2018)

Enquadrada, Viação Graciosa  tem que apresentar melhorias aos usuários

No final de abril, o Requerimento 22/2018 aprovado pela Câmara Municipal de Morretes, cobrou da Viação Graciosa as condições precárias do transporte intermunicipal até Paranaguá. Os legisladores solicitaram ao Prefeito Osmair Costa Coelho, o “Marajá” (MDB), para que organizasse uma reunião com a empresa e, assim, ouvisse as demandas do Legislativo. Cobrada pelo JB Litoral, neste mês, a Viação Graciosa prestou esclarecimentos em sessão especial realizada no plenário do Palácio Nhundiaquara, atendendo a convocação feita pelo Prefeito Marajá, o qual acatou o requerimento dos vereadores aprovado pela Câmara Municipal.

Segundo os legisladores, a concessionária estaria deixando a desejar na linha que atende ao município, em torno do cumprimento de horários, condições gerais dos veículos e até mesmo com superlotação. Além disto, foi questionada sobre o “preparo dos funcionários para atendimento a pessoas idosas e com alguma deficiência motora”, diante das muitas reclamações de usuários repassadas aos vereadores.

A reunião contou com presença dos autores do requerimento, além de outros que se fizeram presentes e o proprietário da Viação Graciosa, José Nolar, e o funcionário João Carlos, responsável pelo tráfego e setor comercial da empresa. Na oportunidade foram debatidos assuntos sobre a atual situação do estado de conservação dos veículos das linhas de transporte coletivo de Morretes/Paranaguá, os critérios utilizados para a distribuição de horários dos ônibus, bem como a existência de superlotação e ainda o preparo dos funcionários para o atendimento a pessoas portadoras de necessidades especiais, idosas e também sobre o canal de comunicação para atendimento às reclamações dos usuários.

A Viação Graciosa explicou que os serviços prestados por ela estariam de acordo com a legislação vigente e são fiscalizados constantemente pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER). Desmentiu, ainda, os vereadores e garantiu “que não existe superlotação nos veículos” e destacou que, em seu canal de atendimento, “não são apresentadas muitas reclamações”, informou a assessoria do Legislativo.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Diante das diversas reclamações dos usuários, os membros da Câmara presentes solicitaram a relação de toda a frota de ônibus para verificar o seu estado de conservação e, também, a relação de todas as reclamações apresentadas tanto na Viação Graciosa quanto no DER. Por fim, sugeriram a criação de um canal de atendimento na Câmara em parceria com a instituição, para proporcionar melhor atendimento às pessoas que necessitam utilizar o transporte coletivo, finalizou a assessoria do Legislativo.

 

Deixe um comentário