Hélder aumenta salário de dois cargos comissionados no fim de 2014

Reajustes salariais foram aprovados pelos vereadores no final do ano.

por Redação JB Litoral
21/01/2015 08:00 (Última atualização: 21/01/2015)

NULL

Em Reunião Extraordinária da 2ª Sessão Legislativa realizada no dia 29 de dezembro, final de 2014, os vereadores aprovaram uma proposta de aumento salarial para cargos comissionados de Morretes proposto pelo prefeito Hélder Teófilo dos Santos (PSDB). O Projeto de Lei, agora já aprovado, alterou itens presentes na Lei 269/2014, que dispõe sobre a organização administrativa do Executivo do município.

O aumento salarial não foi generalizado, ou seja, não ocorreu em todos os cargos comissionados de Morretes. Em sua justificativa, Hélder acrescentou que aumentou o salário de diretoria geral de licitações de R$ 3.500,00 para R$ 4.000,00, passando da simbologia CC1-B para CC1-A. “Tal fato se revela que esta diretoria detém responsabilidade sobre as compras firmadas pelo Município em que o Titular do Cargo submete-se a um regramento jurídico específico, em que demonstra importância nas estratégias para demais Secretarias Municipais, inclusive quanto aos procedimentos licitatórios, que demanda experiência, dedicação, idoneidade e acima de tudo para atender ao princípio da economicidade”, justifica o gestor do município no texto da Lei.

Outro cargo em comissão que teve seu salário aumentado em 2015, foi o de diretor geral de tecnologia de informação, que de R$3.500,00 passa a receber R$ 4.000,00. Segundo Hélder, o aumento visa valorizar o cargo, visto ser de suma importância nas estratégicas tecnológicas para atender todas as Secretarias da Prefeitura, com sistemas exclusivos e diferenciados a iniciativa privada, em que ocupante do cargo deve ter um salário próximo ao de mercado, afim de que se cumpra com presteza o Município, o princípio da eficiência apregoado na Constituição Federal, e assim viabilizar todos os procedimentos realizados de informática em que notadamente são utilizados em todos os órgãos dos entes federados”, explica.

Apesar dos aumentos dados a dois cargos em comissão, nos últimos dias de 2014 nenhum tipo de reajuste salarial foi concedido aos servidores de Morretes. Outro item é de que os aumentos salariais, que ao todo geram R$ 1.000,00 a mais aos caixas do município, foram “pagos” com a extinção do cargo de Assessoria de Apoio de Contratos Municipais, que pagava no ano passado R$1.200,00, não gerando impacto financeiro aos cofres de Morretes.

 

Deixe um comentário