Inauguração de prédio e posse de nova direção reúnem autoridades no balneário Mirassol

O novo edifício abriga salas de aula, bibliotecas e laboratórios, fornecendo mais estrutura aos cursos e suprindo uma demanda por mais espaço

por Redação JB Litoral
27/09/2014 14:12 (Última atualização: 27/09/2014)

NULL

A manhã desta sexta-feira, dia 26, trouxe novidades para os estudantes dos cursos de Licenciatura em Ciências Exatas e Engenharia em Aquicultura da Universidade Federal do Paraná. Além do evento de posse da nova direção do Centro de Estudos do Mar (CEM), agora composta pelos professores Maurício Almeida Noernberg, diretor, e Fabiano Bendhack, vice-diretor, docentes, discentes e servidores também participaram da inauguração do novo prédio do campus Pontal, no balneário Mirassol.

Ainda estiveram presentes o reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, o pró-reitor de administração Álvaro Pereira de Souza, o diretor do setor de Ciências da Terra, Donizeti Antonio Giusti, a diretora do departamento de Administração de Pessoal da Progepe, Maria Antônia de Quadros, a ex-diretora do CEM, Eunice da Costa Machado, e o prefeito de Pontal do Paraná, Edgar Rossi.

Parte do setor de Ciências da Terra, o novo edifício abriga salas de aula, bibliotecas e laboratórios, fornecendo mais estrutura aos cursos e suprindo uma demanda por mais espaço. Segundo Renato Tavares Filho, presidente do Centro Acadêmico de Aquicultura, esta é uma mudança significativa. “O novo prédio vem para somar ao curso. Este é o primeiro passo de uma longa caminhada”.

Ele também destaca a mudança da graduação de Tecnologia em Aquicultura para Engenharia, ocorrida neste ano, que altera o currículo e deixou os alunos divididos. “Alguns veem com bons olhos, outros não. É ruim para aquele que se forma em um curso que vai deixar de existir”, pondera, acrescentando, porém, que o novo currículo traz mais disciplinas, já que precisa de cinco anos para ser concluído.

Nornberg destacou a importância dos novos cursos – atualmente, o CEM possui 5 graduações – e do novo edifício para a região, já que estes devem atrair estudantes locais que, no futuro, poderão beneficiar a comunidade com a sua formação. “Este prédio aumenta a visibilidade e colabora para conduzir a uma transformação do CEM”.

Já o reitor, relembrou que foi uma demanda continuada, especialmente da professora Eunice, que fez com que o Centro avançasse ao longo dos anos. “É com muita alegria que inauguramos essa sede, que é apenas uma etapa. Virão novos prédios, novos laboratórios, mais infraestrutura”, garantiu. “Aqui, nós temos a missão de fazer estudos e subsidiar o desenvolvimento sustentável”, diz, afirmando que este passo faz parte de um projeto de progresso regional.

Deixe um comentário