Insatisfação dos usuários de operadoras de telefonia móvel cresce durante a pandemia, no litoral

Paranaguá foi o município com mais reclamações acumuladas nos primeiros seis meses.

por Luiza Rampelotti
02/09/2020 20:25 (Última atualização: 03/09/2020)

Segundo os dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o Litoral do Paraná registrou aumento nas reclamações contra operadoras de telefonia móvel em 2020. No estudo, publicado em julho, também foi observado que as do litoral tiveram, até junho, menos clientes novos que no ano passado.

O crescimento nas reclamações e a queda no número de assinantes segue uma tendência estadual, já que o Paraná inteiro verificou as mesmas condições. Uma das possibilidades para a insatisfação geral dos clientes pode ser devido ao aumento de 49% no tráfego de rede durante a pandemia do coronavírus, conforme a Anatel anunciou.

Esse aumento inesperado, já que um grande número de pessoas passou a ficar mais tempo em casa e, também, a trabalhar integralmente via internet, abalou as estruturas de telecomunicações, especialmente as de banda larga.

Para saber se a operadora está cumprindo com o contratado, por exemplo, na velocidade de internet, o cliente pode realizar um teste por meio de um velocímetro, ferramenta utilizada on-line (https://podecomparar.com.br/teste-de-velocidade-internet). Caso a velocidade da conexão não chegue a 80% do contratado, o consumidor tem direito de reclamar contra a operadora.

Em junho do ano passado, essas empresas registraram 18,1 milhões de novos assinantes para os serviços de internet fixa, telefonia móvel, telefonia fixa e TV por assinatura, no Paraná. Neste ano, esse valor caiu para 17,4 milhões de assinantes e o estudo da Anatel deixa claro as razões: a satisfação dos usuários piorou durante a pandemia.

As queixas contra as operadoras aumentaram e, em maio e junho, a Agência Nacional de Telecomunicações registrou um total de 29.085 reclamações. Foram 14.484 queixas em maio e 14.601 em junho.

Operadoras com mais queixas

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Já no litoral paranaense, Paranaguá foi o município com o maior número de reclamações – foram apresentados 773 registros durante o primeiro semestre de 2020. Em segundo lugar, Guaratuba obteve 264 solicitações contra operadoras e, em terceiro lugar, Matinhos, com 231.

No mesmo período, Pontal do Paraná registrou 155 queixas. Morretes, Antonina e Guaraqueçaba foram as cidades que apresentaram menos casos: 79, 73 e 23, respectivamente. No total, os sete municípios da região registraram 1804 reclamações até junho deste ano. O valor representa um aumento de 11,4% nas queixas, visto que, em 2019, o número total de solicitações contra as companhias de telefonia era de 1598 para o mesmo período.

A quantidade de novos assinantes de serviços de internet, telefonia e TV também diminuiu neste ano. Foi observada uma queda de 7,9% em comparação com os primeiros seis meses do ano passado.

As operadoras com mais queixas dos usuários no litoral do Paraná foram: Oi, com 670 reclamações; Claro-NET, com 280; TIM, com 273, e Vivo, com 110.

Com informações de Selectra

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments