Instituições filantrópicas receberam mais de R$ 3,5 milhões da prefeitura de Paranaguá em 2020

por Maisy Pires
20/10/2020 10:41 (Última atualização: 20/10/2020)

Lar de Idosos Perseverança conta com, aproximadamente, 50 funcionários (Foto/divulgação Lar De Idosos Perseverança)

A palavra filantropia vem do grego e significa amor excessivo pela humanidade, que é o sentimento que prevalece nas instituições filantrópicas de Paranaguá. As entidades são sem fins lucrativos e têm como objetivo propagar ações de interesse público e social, que podem envolver áreas como saúde e educação.

Desde 2017, por meio de chamamento público, a prefeitura realiza repasse financeiro para instituições que trabalham com educação infantil, especial e assistência aos necessitados. No primeiro ano, foram repassados R$ 1,4 milhões; em 2018, aproximadamente R$ 2 milhões. Porém, foi em 2019 que o atual prefeito Marcelo Roque (Podemos) assinou o convênio que garante esse repasse anualmente e, no mesmo ano, foram destinados mais de R$ 2,2 milhões.

Em nota, a prefeitura informou ao JB Litoral, que o município, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Ensino Integral (Semedi), neste ano, designou R$ 2.312.283,28 (dois milhões e trezentos e doze mil e duzentos e oitenta e três reais e vinte e oito centavos), sendo:

  • R$ 835.247,72 (oitocentos e trinta e cinco mil e duzentos e quarenta e sete reais e setenta e dois centavos) para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Paranaguá (Apae);
  • R$ 125.901,16 (cento e vinte e cinco mil e novecentos e um reais e dezesseis centavos) para a Associação de Colaboradores da Escola de Deficientes Auditivos de Paranaguá (Aceda);
  • R$ 279.439,16 (duzentos e setenta e nove mil e quatrocentos e trinta e nove reais e dezesseis centavos) para o Centro de Educação Infantil (CEI) Perseverança;
  • R$ 313.217,52 (trezentos e treze mil e duzentos e dezessete reais e cinquenta e dois centavos) para o CEI Rainha da Paz;
  • R$ 218.023,96 (duzentos e dezoito mil e vinte e três reais e noventa e seis centavos) para o CEI Nossa Senhora do Rosário;
  • R$ 239.519,28 (duzentos e trinta e nove mil e quinhentos e dezenove reais e vinte e oito centavos) para o CEI Dr. Leocádio;
  • R$ 300.934,48 (trezentos mil e novecentos e trinta e quatro reais e quarenta e oito centavos) para o Centro Educacional Bom Menino.

A diretora do CEI Rainha da Paz, Nadir Moscardi Rozina, ressaltou a importância desse recurso para a creche. “A entidade entra no edital do chamamento público e, se estiver com toda a documentação em dia, recebe o valor em 11 parcelas. Felizmente, conseguimos adquirir esse benefício há três anos e, com isso, atender as 110 crianças que estão matriculadas. É um dinheiro que precisa ser justificado ao tribunal de contas e a controladoria do município”, explica.

Nadir conta que o valor é usado para a folha de pagamento dos funcionários. “A diretoria não poder ser remunerada, mas temos 20 colaboradores, entre: professores, estagiários, cozinheiras, serviços gerais, enfim, são mãos de obra fundamentais e que precisam ser remuneradas. Quando sobra, podemos usar para pagar luz, água, telefone, material pedagógico ou de limpeza, desde que estejam dentro da lista que nos é passada. Só temos a agradecer ao prefeito pela iniciativa e por todo o apoio”, completa. 

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Instituições filantrópicas receberam mais de R$ 3,5 milhões da prefeitura de Paranaguá em 2020 1

O Centro de Educação Infantil Rainha da Paz utiliza verba para pagar funcionários

Mais de R$ 1,2 milhão da Assistência Social

As instituições que oferecem assistência aos idosos recebem verba da Secretaria Municipal de Assistência Social. Neste ano, foram repassados R$ 1.257.115,60 (um milhão e duzentos e cinquenta e sete mil e cento e quinze reais e sessenta centavos), sendo: R$ 563.389,60 ao Asilo São Vicente e R$ 693.726,00 à Sociedade de Assistência aos Necessitados, o Lar de Idosos Perseverança.

A assistente social e responsável técnica do Lar de Idosos Perseverança, Manoela Velomim, informou que a quantia recebida também está sendo utilizada para a folha de pagamento. “A verba é de extrema importância para a instituição, ela está sendo utilizada, quase que em sua totalidade, para pagamento do quadro de funcionários da entidade. Atualmente, contamos com, em média, 50 funcionários para 70 idosos. Desses, 38 fazem parte do quadro técnico, 10 funcionários são da parte operacional, como as áreas de limpeza, cozinha, lavanderia e manutenção. Além disso, ainda existem estagiários para auxiliar os profissionais. Lembrando que realizamos atendimento 24 horas. Felizmente, temos uma equipe bem completa para atender os idosos em sua totalidade”.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments