Folha de São Paulo repercute atentado ao JB Litoral

por Redação JB Litoral
03/04/2018 22:47 (Última atualização: 04/04/2018)

Luisa Leite /Ana Luiza Albuquerque /RIO DE JANEIRO E CURITIBA

Sede de jornal é alvo de tiros no litoral do Paraná

 

A sede do Jornal dos Bairros do Litoral, periódico da cidade de Paranaguá, no Paraná, foi alvejada por tiros na madrugada da última segunda-feira (26).

“Eu havia saído havia 40 minutos do jornal quando ouvi tiros. Achei que era alguma ocorrência na rua, mas, quando fui checar as câmeras de segurança, vi que o alvo era a própria redação”, disse Gilberto Fernandes, jornalista e diretor de redação do periódico, que mora no prédio anexo ao local de trabalho.

Segundo Fernandes, é possível ver nas imagens um homem se aproximando do prédio e efetuando disparos. Ao todo, quatro tiros atingiram o local: três deles quebraram a porta de blindex da entrada e um ricocheteou e atingiu a sala onde ele trabalha.

Sede do jornal JB litoral é alvejada em Paranaguá (PR) – Divulgação/JB Litoral

No momento do ataque, a redação estava vazia. Ninguém ficou ferido.

Para Fernandes, o ataque é uma tentativa de intimidar o jornal, que publica com frequência notícias relacionadas a vida política local. “Nós temos recebido intimidações desde a campanha eleitoral de 2016, mas a situação se agravou recentemente”, diz.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Ele relata que recebeu uma ligação em maio de um conhecido que preferiu não identificar, o alertando que em breve “viria chumbo grosso”. O diretor também diz que sua filha recebeu ligações de ameaças no final de 2017.

Em 2016, durante a campanha, o atual prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque (PV), moveu três ações judiciais contra o JB Litoral, de acordo com o relato de Fernandes. Duas delas seriam por propaganda eleitoral negativa, e uma solicitando direito de resposta.

Foi registrado um boletim de ocorrência na Polícia Civil de Paranaguá, que abriu um inquérito e trata o caso como tentativa de homicídio. A polícia diz que a investigação corre em segredo e que mais informações só serão divulgadas quando o crime for apurado.

Luisa Leite 
Ana Luiza Albuquerque

RIO DE JANEIRO E CURITIBA

 

Deixe um comentário