Jozias diz que AMEP recebeu recursos da prefeitura e Câmara aprova requerimento

POLÊMICA RETOMADA

por Redação JB Litoral
08/08/2017 18:48 (Última atualização: 09/08/2017)

Em defesa do seu pedido de informação sobre repasse de verbas da Prefeitura Municipal para a Associação dos Ministros Evangélicos de Paranaguá (AMEP), para a realização da Marcha Para Jesus, o Vereador Jozias de Oliveira Ramos (PDT) disse que a entidade sempre recebeu recursos e conseguiu aprovar seu requerimento.

A polêmica voltou à tona na sessão de quinta-feira (10) e gerou intensos debates e críticas ao Pastor Irineu José da Cruz Alves, da Igreja Chama do Avivamento e presidente da AMEP.

De acordo com o vereador, a prefeitura sempre ajudou a entidade na realização da Marcha para Jesus, por meio das extintas Fundações de Cultura (FUMCUL) e Turismo (FUMTUR). Disse ainda que, na gestão do Prefeito José Baka Filho (PDT), foram repassados muitos recursos e que, ele mesmo, levou o Pastor Emerson Casburgo na prefeitura para pedir recursos ao Prefeito Edison de Oliveira Kersten (PMDB) na gestão passada. Falou ainda que até o Vereador Benedito Nagel (PSD), o qual integra a bancada evangélica, também o levou até Kersten. “Pedi para ver quem está mentindo”, disse Jozias Ramos fazendo referência à fala do Pastor Irineu que afirmou na Tribuna Livre que não recebeu recurso.

 

Jozias diz que AMEP recebeu recursos da prefeitura e Câmara aprova requerimento 2

Jozias disse que até o vereador Nagel sabe do repasse.

Em apoio ao requerimento do colega, o Vereador Waldir Leite (PSC), reforçou que a vinda do Pastor Irineu foi bastante deselegante para a Câmara e também confirmou que a prefeitura sempre ajudou a AMEP, quer por recursos ou estrutura. O Vereador Jaime Ferreira dos Santos (PSD), o Jaime da Saúde, por sua vez, defendeu que a postura de Jozias Ramos representa o papel do vereador, que é o de fiscalizar.

Porém, disse não ter se ofendido com as palavras do Pastor Irineu. Já o Vereador Adriano Ramos (PHS) adiantou seu voto favorável ao pedido de informação, mas criticou o fato de querer saber os valores dos shows do Morro do Cristo da programação dos 369 anos da cidade e ficou sem saber, depois que a Câmara não aprovou seu pedido de informação. Por sua vez, o Vereador Orlei Correa (PSL), que havia gerado um mal-estar entre os vereadores ao chamar o Pastor Irineu de “fanfarrão” na sessão, criticou a situação.

 

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

“Se fosse da nossa alçada faria uma auditoria ou uma CEI da AMEP”, disse o parlamentar que voltou a chamar o pastor de fanfarrão e que ele fez fanfarrice, criticou o vereador Orlei Correa.


Entenda o caso

A dupla polêmica gerada pelo Pastor Irineu José da Cruz Alves, da Igreja Chama do Avivamento e presidente da Associação dos Ministros Evangélicos de Paranaguá (AMEP), por conta da 12ª Marcha Para Cristo e crítica pela falta de transparência na contratação envolvendo o cantor André Valadão marcou a sessão do dia 13 na Câmara Municipal, por conta do requerimento do Vereador Jozias Ramos.

Jozias diz que AMEP recebeu recursos da prefeitura e Câmara aprova requerimento 3

Polêmica pelas declarações do Pastor Irineu volta a tona. Foto/Josi Mendes

Em seu pronunciamento o Pastor Irineu foi taxativo ao afirmar que a AMEP não recebe recursos para realizar a Marcha, alegando que são os fiéis que contribuem para a sua realização.

Entretanto, após criticar duramente a interferência da prefeitura no evento deste ano, o pastor posou para foto ao lado do Prefeito Marcelo Elias Roque (PODEMOS) e do Vice-prefeito Arnaldo de Sá Maranhão Junior (PSB), ao lado do Apóstolo Emerson Casburgo e do Pastor Carlão, ambos da AMEP.

Dois dias após este registro, o Vereador Jozias de Oliveira Ramos (PDT) apresentou, na sessão, um requerimento pedindo informação sobre repasse de verbas à AMEP, para a realização da Marcha Para Jesus. No requerimento o vereador quer saber se foram repassadas verbas no período de 2013 a 2016 e, se foi, qual o montante. Pediu, ainda, cópia de todos os repasses, caso tenham ocorrido. O pedido foi votado e aprovado na semana passada.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments