Juiz interfere no jogo, prejudica o Leão e contribui para vitória do PSTC

por Redação JB Litoral
20/03/2016 19:00 (Última atualização: 20/03/2016)

NULL

A bela festa preparada pelos apaixonados torcedores das gerais e numeradas que coloriram o Gigante do Itiberê de vermelho neste domingo (20) foi ofuscada pelo árbitro Lucas Paulo Torezin, que teve participação direta no resultado da partida, por não marcar um pênalti para o Rio Branco SC e, na sequência, apitar um pênalti em favor do PSTC, que garantiu a vitória do time de Londrina.

Mantendo o bom desempenho dos cinco últimos jogos sem derrota, o Leão da Estradinha entrou em campo decidido a garantir sua classificação no G8, times que passarão para a próxima fase.

Atendendo a convocação do time, os torcedores fizeram sua parte e quase três mil pessoas foram incentivar o Rio Branco SC.

Com um bom investimento publicitário, feito pelo casal Maninho e Nancyara Lima, da Agência DMN, o estádio viu o retorno das famílias nas arquibancadas, inclusive com muitas crianças e até idosos vestidos com a camisa alvirrubra do Leão da Estradinha. Acompanhados das belas “leonas”, o casal garantiu a descontração e a informação antes do jogo e no intervalo da partida.

Em campo, o Rio Branco SC foi pressão durante os 45 minutos do primeiro tempo e o uma defesa incrível do goleiro Lucas evitou o que seria o primeiro gol do jogo de Danilo Reis.

O PTSC que voltava a campo depois de uma goleada sofrida contra o Atlético Paranaense, não se intimidou com a pressão alvirrubra e num forte chute, Afonso obrigou o goleiro Edvaldo realizar uma difícil defesa.

O placar de zero a zero do primeiro mostrou o nível do confronto entre os dois Leões, do norte contra o do sul.

O 13º jogador no 2º tempo

Sentindo o peso da vontade de garantir a classificação, o Leão da Estradinha reduziu o domínio do campo no segundo tempo, mas a falta de brilho do craque Ratinho obrigou o time investiu em bolas altas, alçadas no miolo da grande área. Sentindo o pé, o jogador chegou trocar um pé da chuteira para melhorar seu ritmo de jogo. Porém, com o recuo do time parnanguara, o PSTC acreditou mais na partida e passou dominar o meio de campo, criando jogadas perigosas.

Porém, quando a partida acenava para um empate sem gols, apareceu a figura do árbitro Lucas Torezin que se tornou o 13º kogador em campo no time do PSTC. Ele inverteu faltas e ignorou entradas mais duras da defesa londrinense, irritando a torcida, o banco do Leão e o presidente Thiago Campos.

Aos 25 minutos de jogo, ocorreu a jogada que definira o placar da partida, quando numa jogada rápida do ataque do Leão da Estradinha, o árbitro deixou de marcar um pênalti para o Rio Branco SC. Na sequência da partida, o árbitro marca pênalti para o PSTC no toque da bola no zagueiro do Rio Branco. Afonso bate e dá número final ao placar do jogo, 1 a 0 para o Leão do Norte.

Revoltado com a péssima arbitragem, o presidente do Rio Branco SC, Thiago Campos foi tirar satisfação com o árbitro que teve de sair protegido por policiais militares do estádio.
O próximo adversário do Leão será o Foz do Iguaçu com a partida acontecendo na cidade de Cascavel no próximo domingo (27), a partir das 16 horas, enquanto o PSTC enfrenta o Paraná Clube em Cornélio Procópio na ultima rodada desta primeira fase.

Ficha técnica

O Rio Branco jogou e perdeu com Edvaldo; Lito, Marcão, Alisson e Henrique Pedrozo; Paulo Henrique, Murici (Oberdan), Danilo Rios e Ratinho; Roberto e Rodrigo Jesus.

O PSTC venceu com Lucas; Caxambu, Spice, Tayron e Igor; Rafael, Makelele (Índio), Fauver e Rodolfo; Afonso e Lucão.

O trio de arbitragem foi composto por Lucas Paulo Torezin apita o duelo no Gigante do Itiberê, auxiliado por Fabrício da Silva Martins e Rafael Dias de Melo.

O jogo aconteceu às 16 horas no Estádio Gigante do Itiberê.

Deixe um comentário