Justiça condena homem acusado de matar a esposa em 2010

por Redação JB Litoral
09/09/2013 00:00 (Última atualização: 09/09/2013)

O Tribunal do Júri de Paranaguá condenou nesta quinta-feira, 5 de setembro, Heli dos Santos a 21 anos e oito meses de reclusão, em regime fechado, por homicídio duplamente qualificado cometido contra sua esposa, Kelly Cordeiro Fernandes, no dia 11 de maio de 2010. O réu foi condenado após denúncia oferecida pelo Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Paranaguá.

O Tribunal negou as teses da defesa, de homicídio privilegiado, tanto pelo argumento de que foi cometido sob domínio de forte emoção – após provocação da vítima -, quanto sobre o fundamento de relevante valor moral do acusado.Segundo a sentença, o réu, sob efeito de cocaína, matou a esposa a tiros, na frente da filha do casal. A Promotoria sustentou, na denúncia, que ele estaria inconformado com o pedido de separação e teria cometido o crime por ciúmes de Kelly Fernandes. Heli confessou a autoria do assassinato.

Segundo a juíza Rita Borges Leão Monteiro, “o crime foi praticado por motivo fútil e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima” e suas consequências são gravíssimas, pois o assassinato “causou extremo sofrimento psicológico para a família”.

De acordo com a sentença, a pena foi agravada em decorrência de violência contra a mulher. “Esse é um marco histórico para o combate à violência contra a mulher na cidade de Paranaguá, principalmente pela pena a que o réu foi condenado”, afirmou o promotor de Justiça responsável pela denúncia do caso, Rodrigo Otavio Mazur Casagrande.

 

 

Deixe um comentário