Justiça nega novo recurso de Fernanda Richa, multada por campanha para o marido

A Justiça Eleitoral considerou que os dois estão apenas tentando protelar a ação, e decidiu que não há direito ao recurso

por Redação JB Litoral
07/01/2015 18:00 (Última atualização: 07/01/2015)

NULL

A primeira-dama do estado pode finalmente ter perdido o último recurso contra a multa eleitoral que tomou no distante ano de 2010. Sim, isso mesmo. Foi publicada em Diário Oficial neste janeiro de 2015 uma decisão da Justiça Eleitoral negando embargos de declaração a Fernanda Richa numa ação de quase cinco anos atrás.

Fernanda transformou, na época, uma entrega de cobertores da FAS e do IPCC em uma espécie de comício público pela eleição do marido, Beto Richa (PSDB) para o governo do estado. Foi na disputa pelo primeiro mandato. Ele já foi eleito e reeleito, e a primeira-dama ainda não pagou a multa de R$ 5 mil a que foi condenada por campanha fora de época. Além dela, também foi condenado ao mesmo valor o ex-vereador Édson do Parolin.

A Justiça Eleitoral considerou que os dois estão apenas tentando protelar a ação, e decidiu que não há direito ao recurso.

Deixe um comentário