Justiça nega pedido do governo para baixar em até 50% a tarifa de pedágios investigados na Lava Jato

por Redação JB Litoral
10/10/2018 00:00 (Última atualização: 10/10/2018)

A Justiça negou, na noite de terça-feira (9), o pedido feito pelo Governo do Paraná para reduzir em pelo menos 50% as tarifas dos pedágios investigados na Operação Lava Jato.
 

O pedido foi sido feito pelo governo de Cida Borghetti (Progressistas).

De acordo com o juiz da 1ª Vara Federal de Curitiba Friedmann Anderson Wendpap, as denúncias de irregularidades no sistema de cobrança dessas tarifas ainda estão sendo investigadas e que o governo estadual não apresentou critérios técnicos justificando a redução.
 

Segundo o juiz, a decisão de não reduzir as tarifas não significa que não existam irregularidades nas concessionárias. Ele pede, porém, que sejam apresentados mais cálculos e valores objetivos para que uma eventual decisão seja tomada.
 

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

No dia 4 de outubro, o Governo do Paraná autorizou a intervenção nas seis concessionárias que cortam as estradas federais para garantir a segurança e o acesso a todos os documentos.

Na mesma decisão, o juiz ainda determinou que o termo "intervenção" seja substituído por "inspeção".

 

Deixe um comentário