Kersten abre trabalhos na Câmara e promete construir 3 mil casas

Com diversos secretários e diretores municipais no plenário, o prefeito Edison de Oliveira Kersten (PMDB), atendendo o que determina a Lei Orgânica do Município, abriu os trabalhos da Câmara Municipal, na primeira terça-feira (4) deste mês em Paranag

por Redação JB Litoral
19/02/2014 00:00 (Última atualização: 19/02/2014)

NULL

Com a presença de secretários, diretores e cargos comissionados no plenário do Palácio Carijó, o prefeito falou das dificuldades enfrentadas no ano passado ao assumir a administração, após o falecimento do prefeito Mário Manoel das Dores Roque (PMDB). “Ao assumir os rumos da nossa cidade, no início de julho, senti um fardo muito pesado sobre minhas costas. A responsabilidade imensa de administrar o futuro de quase 150 mil parnanguaras me deixou sem sono no início, mas não esmoreci. A situação não era fácil, com dívidas que passavam de R$ 150 milhões, deixados pela administração anterior”, disse Kersten, destacando que já conseguiu pagar R$ 75 milhões.  

O prefeito ressaltou que 2013 o trabalho foi no sentido de colocar a prefeitura em ordem e que a crise financeira pela qual passava a prefeitura impediu muitas realizações.

Depois de comentar suas ações que considerou como avanços em cada área da cidade, o prefeito salientou o apoio da Câmara de Vereadores nos momentos cruciais. “Fiquei muito feliz em ver que a Câmara sempre foi solidária e responsável quando percebeu que os projetos eram de interesse do povo de Paranaguá”, disse.

Bastante otimista com este novo ano, o prefeito Kersten destacou os projetos que pretende colocar em prática nesta sua gestão. Entre eles, o prefeito prometeu a construção de três mil casas populares, através do programa do Governo Federal “Minha Casa Minha Vida”. Questionado pelo JB na coletiva de imprensa, sobre o local onde serão construídas essas moradias, levando em conta a dificuldade da prefeitura de encontrar uma área de cinco mil metros para Delegacia Cidadã, Kersten defendeu a expansão habitacional nas áreas ao longo da PR-407. “É o que nos possibilita ofertar, a quantidade de habitação que está sendo programada para os próximos anos que é entorno de três mil moradias”, disse o prefeito.  

Aeroparque e Conselho Tutelar

Ainda na coletiva, o prefeito Kersten que anunciou uma obra de R$ 300 mil no Aeroparque, foi questionado pelo JB a respeito do uso do Terminal de Passageiros, reformado pela iniciativa privada em 2011 e entregue pela gestão anterior no ano seguinte, que se encontra num estado de completo abandono e sem manutenção da prefeitura. Kersten não respondeu a pergunta no momento e disse que poderia esclarecer com mais clareza nas próximas semanas. Todavia, anunciou que, recentemente, uma comissão da Secretaria da Aviação Civil esteve na cidade fazendo um estudo de implantação de uma reforma total no aeroporto. Existe projeto para aumento da pista de pouso em torno de 800 metros. O estudo será entregue à prefeitura nas próximas semanas, para ver o que será necessário dar condições de estruturação de um novo aeroporto na cidade. O estudo deverá complementar a recuperação e revitalização do Aeroparque.

O prefeito que destacou o trabalho da Secretaria de Ação Social em 2013, respondeu ainda questionamento do JB a respeito da situação crítica que se encontra o Conselho Tutelar de Paranaguá. “Já fizemos uma reunião com esse Conselho, porque existem inúmeras dificuldades e estamos tentando resolver o mais breve possível”, admitiu Kersten.

O prefeito esclareceu o fato que, em 2013, o orçamento foi realizado pela gestão anterior e que já havia um comprometimento financeiro da Secretaria de Ação Social. “Esse a gente vai atender com toda atenção, todo carinho, principalmente a parte da assistência social, que considero um dos pontos nevrálgicos e prioritários da nossa administração, e que está sendo muito bem conduzido, de maneira firme pela nossa secretaria Neuza. É uma das secretarias que vamos dar mais atenção e vocês vão ouvir muito ainda sobre a parte do nosso serviço de assistência social”, prometeu Kersten que finalizando afirmando que a implantação do Conselho Tutelar das Ilhas continua sendo analisado.

Deixe um comentário