Laboratórios e clinicas participam de reunião para discutir notificações de dengue

As informações diárias repassadas pelos laboratórios privados irão ajudar no mapeamento dos casos de doença da dengue em nossa cidade.

por Redação JB Litoral
03/02/2016 17:00 (Última atualização: 03/02/2016)

NULL

A Prefeitura de Paranaguá, através da Secretaria de Saúde, reuniu-se na última terça-feira (2) com os laboratórios clínicos privados e cadastrados no Sistema Único de Saúde – SUS visando difundir informações para fortalecer as estratégias de combate a dengue. A reunião foi realizada na Sala de Situação, que funciona como uma espécie de Quartel General (QG) no combate à dengue.

O objetivo do encontro foi ajustar a forma de atendimento prestado à população, bem como compartilhar de forma unificada os resultado de exames de doenças transmitidas pelo mosquito.

A Secretaria municipal, em conjunto com a do Governo do Estado, entregaram um formulário padrão, cujos dados deverão ser preenchidos pelos laboratórios privados e enviados diariamente ao Departamento de Epidemiologia no Município, para avaliar em tempo real os casos de dengue em Paranaguá.

“O objetivo é atrelar todas as informações e manter um dialogo constante com os laboratórios. Essa é uma das orientações do prefeito Edison Kersten. As informações diárias repassadas pelos laboratórios privados ajudarão no mapeamento dos casos dengue em nossa cidade. Essa integração é muito importante nesse processo de combate a dengue”, afirmou a secretária municipal de Saúde, Sandra Machado.

“Tudo isso é novo na cidade, e ninguém esperava este estouro de exames em janeiro. Eu acho que o trabalho está seguindo como deve ser. Recebemos um formulário da Secretaria Municipal de Saúde, e agora vamos registrar todos os casos positivos e encaminhar esses dados para o Departamento Epidemiologia do Município. Com isso teremos a real situação dos casos da dengue na cidade”, disse Luiz Carlos Barchik, diretor do laboratório Clini Lab.

“A importância dessa reunião dos órgãos públicos com o privado, no objetivo de diminuir os casos de dengue em Paranaguá, é fundamental. Afinal, é só unindo todos, a população, o setor público e o privado, é que a gente vai conseguir um resultado final e satisfatório pra todos”, destacou, a bioquímica Eliete Nara Wolinski, do laboratório Madre Tereza de Calcutá.

A Sala de Situação está aberta para denúncias da população de possíveis criadouros do Aedes Aegypti, podendo as equipes de Vigilância em Saúde ser acionadas através dos telefones 199 ou (41) 3420-2703 ou (41) 3420-2889.

Deixe um comentário