Litoral permanece com 286 casos de coronavírus

por Redação JB Litoral
22/06/2020 17:15 (Última atualização: 22/06/2020)

Desde março quando houve a confirmação do primeiro caso da Covid-19 no Paraná, a Sesa registrou até julho, 2.908 casos e duas mortes em crianças menores de 12 anos.

O boletim epidemiológico, divulgado nesta segunda-feira (22), pela Secretaria da Saúde do Estado do Paraná (Sesa), não registrou novos casos de coronavírus no litoral. Com isso, a região permanece com 286 casos positivos, sendo: Paranaguá (162); Morretes (36); Guaratuba (30); Pontal do Paraná (30); Matinhos (15); Antonina (12) e Guaraqueçaba (1).

Segundo a Sesa, são nove mortes, mas os boletins municipais contabilizam 10 ( seis em Paranaguá, duas em Pontal do Paraná, uma em Guaratuba e Guaraqueçaba). A décima vítima foi um idoso, de 82 anos, morador de Paranaguá, o qual estava internado em Curitiba. O óbito foi confirmado no domingo (21). O número de recuperados no litoral paranaense soma 137.

Do acumulado de casos de Covid-19, apenas Morretes e Antonina apresentam números diferentes dos divulgados pela Sesa. Conforme as Secretarias Municipais de Saúde, a primeira cidade tem 74 registros da doença, com 33 pessoas recuperadas, 10 sendo monitoradas e 41 em quarentena. Já o segundo município computa 21 confirmações, cinco recuperados, 16 suspeitos e 83 descartados.

Números em todo o Paraná

No informe de hoje consta que no Paraná já são 14.948 contaminados pela Covid-19 e, desses, 460 perderam a vida. De acordo com o Órgão de Saúde, mais 18 pessoas que estavam internadas morreram no Estado. As vítimas são nove mulheres e nove homens, com idade entre 20 e 89 anos. Elas residiam em Curitiba, São José dos Pinhais, Quatro Barras, Almirante Tamandaré, Campina Grande do Sul, Rolândia, Cornélio Procópio, Goioerê, Londrina e Ibaiti.

Em todo o Paraná, 524 pacientes estão internados. Desses, 405 em leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) e 205 na rede médica particular. Segundo a Sesa, 330 municípios do Estado têm, ao menos, um caso confirmado da doença e, em 118 deles, há óbitos.